17 de nov. de 2020

Bento Vieira e Linaldo Albino empataram em número de votos para prefeito de Bacabal

A eleição para prefeito em Bacabal não teve grandes emoções e a reeleição de Edvan Brandão nem de longe foi ameaçada. Dos seus seis concorrentes, Expedito Jr foi quem ainda obteve uma votação acima dos 10 mil, os demais ficaram bem abaixo.


Leynha Oliveira, do PSL, foi a terceira colocada com 1.348.


Na quarta colocação houve  empate entre os advogados Bento Vieira, do Podemos, e Linaldo Albino, do PSDB.


A baixa votação dos dois não deixa de ser uma surpresa, pois, mesmo fazendo campanha com poucos recursos, levavam algumas vantagens.

Linaldo, ex-vereador e ex-presidente da câmara, tinha como candidata a vice Fátima Vieira, ex-deputada estadual e filha de Zé Vieira, morto em 2019, e que chegou a ter sua foto usada em banners e cartazes de propaganda eleitoral, assim como a do senador Roberto Rocha e a do presidente Jair Bolsonaro.

Bento apostava que a facilidade de se expressar e a coragem de fazer denúncias fossem ajudá-lo a conquistar a confiança do eleitorado. No transcorrer da campanha ele chegou até a acreditar ter superado o endinheirado Expedito Jr com quem travou uma disputa paralela com troca de acusações. Bento Vieira era taxativo em dizer que a candidatura de Expedito era uma farsa, e sempre o chamava de 'laranja'. Por outro lado o apadrinhado de Simplício Araújo usava sua militância para atacar Bento nas redes sociais.


Desempenho nas urnas pior do que dos dois advogados, só de Jansen Penha, do Democracia Cristã, e Bartolomeu, dos Santos, do Psol. Um com 300 votos e o outro com 294.


Derrotada, a oposição agora é órfã. Expedito Jr e Coronel Egídio voltarão para suas casas em São Luís, os demais seguirão tocando a vida até quem sabe tenham melhores chances em 2024.