26 de jun. de 2020

Segunda fase da reabertura do comércio em Bacabal será prorrogada por mais uma semana

Informações da Assecom

A segunda fase da reabertura gradual do comércio em Bacabal, será prorrogada por mais uma semana. A decisão foi tomada hoje em reunião por videoconferência do gabinete de crise instituído pelo Ministério Público.
A decisão de prorrogar a segunda fase, iniciada no dia 22 de junho, é uma indicação dos Promotores de Justiça e  foi tomada em reunião realizada no tarde desta quinta-feira (25) por meio de videoconferência em que participaram o prefeito Edvan Brandão, o Tenente-Coronel Jerryslando Duarte, comandante do 15º Batalhão PM; os Promotores de Justiça Thiago Candido Ribeiro, Michelle Adriane Saraiva Silva Dias, Henrique Helder e Sandra Pontes do Ministério Público Estadual; Iron Albuquerque, assessor da Promotoria de Justiça; Dra Yvana Carvalhal – Presidente do Comitê Municipal de Prevenção e Combate à Covid-19; Dra Anna Cibelle Braz, Chefe de Gabinete da Prefeitura; Dra. Rosilda Alves, secretaria municipal de Educação; Silas Duarte, presidente do Conselho Municipal de Saúde e o Dr. Walber Neto, Procurador do Município de Bacabal.
O plano de retomada gradual das atividades em Bacabal foi dividido em 3 fases, com datas de implementação sujeitas a análise das autoridades levando em conta  os indicadores epidemiológicos e a capacidade assistencial. Com a prorrogação da segunda fase por pelo menos uma semana, escolas, bares, restaurantes, lanchonetes e academias permanecem fechados.
Atividades religiosas autorizadas a partir do dia 29
Na segunda-feira, 29, termina o prazo da Recomendação do Ministério Público nº 262020 para suspensão das atividades religiosas. Em decreto que será publicado no próximo sábado, além da prorrogação da segunda fase constará a autorização para a retomada das atividades religiosas, com muitas restrições.
A secretaria de Saúde vai elencar essas restrições em portaria com protocolo sanitário. Esse protocolo vai levar em contar a portaria nº 38 do Governo do Estado e as sugestões enviadas por líderes religiosos de Bacabal para a construção de normas que digam respeito à realidade bacabalense.