Blog do Sérgio Matias

Sob a direção de um forte general, não haverá jamais soldados fracos. (Sócrates).

20/10/2019

PM descarta participação em ação da Prefeitura de Bacabal que visa expulsar vendedores do entorno da Central de Abastecimento e margens da BR 316. “Não fui informado e essa atribuição não é nossa”, afirmou o comandante

Comandante do 15º BPM se diz surpreso com a inclusão da PM
como participante da operação.
Há tempos as pessoas que trabalham nos mercados públicos central e da rodoviária reclamam das péssimas condições desses logradouros e cobram uma ação por parte da Prefeitura de Bacabal, que, contudo, resolveu se manifestar na manhã deste domingo (20) por meio de um comunicado dando conta de uma operação em conjunto visando, a princípio, orientar os vendedores ambulantes que atuam nas margens da rodovia BR 316 e no entorno da Central de Abastecimento e Terminal Rodoviário.

A prefeitura não faz nenhuma referência a melhorias estruturais nestes locais, como é almejado pela população.

Ainda de acordo com o comunicado, após uma semana esses vendedores serão impedidos de trabalharem naquela área e, como forma de intimidação, o município incluiu a Polícia Militar na operação, inclusive utilizando no documento o brasão do 15º BPM.
Entretanto, a informação é desmentida pelo próprio comando da corporação com quem o Blog do Sergio Matias manteve contato para colher detalhes de como se dará a ação que inclui as secretarias municipais de Finanças e Obras e Urbanismo, Departamento Municipal de Trânsito e Guarda Municipal.

Segundo o Major PM Jerryslando Brito Duarte, o 15º BPM não tem conhecimento da operação e, ainda assim, se antecipou em afirmar que essa não é atribuição da Polícia Militar. “Nem tenho conhecimento, não falaram comigo, simplesmente colocaram isso aí por conta própria. Isso não é serviço da PMMA”.

Portanto, é descartada a participação da força oficial do Estado nesta ação contra trabalhadores.

Abandono do Mercado Central de Bacabal prejudica vendas e oferece risco à saúde da população