Blog do Sérgio Matias

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. (Mateus 7:15)

18/09/2019

Pré-candidatura de João Alberto a vereador ameaça reeleição de aliados

Mentor político do deputado estadual Roberto Costa (MDB), o ex-senador João Alberto foi quem também o trouxe para Bacabal. Isso, no entanto, não evitou que o deputado se esforce para se desvincular da imagem dele, talvez por acha-la desgastada com os bacabalenses.

Essa situação pôde ser notada ainda durante as eleições municipais de 2016, quando Roberto concorreu a prefeito sendo derrotado por Zé Vieira.

Dois anos depois o mandato do osso duro de roer foi cassado e veio a eleição suplementar com o então presidente da Câmara Municipal, Edvan Brandão, concorrendo a prefeito, cargo que já ocupava interinamente.

Durante a campanha eleitoral coordenada por Roberto Costa se evitou ao máximo ligar o nome de Edvan ao do senador em final de mandato, tanto é que não foi confeccionado, por exemplo, cartaz com as fotos dos dois juntos. Quem ainda apareceu na propaganda  foi o deputado João Marcelo, filho de João Alberto, e ainda assim porque disputava a reeleição para a Câmara Federal.
À época o Blog do Sérgio Matias até fez esse questionamento: “Por que escondem João Alberto?”.

O fato é que pela força da compra de votos e uso da máquina pública, Edvan Brandão saiu vitorioso do pleito. Contudo, em relação ao ex-senador pouca coisa mudou.

Pré-candidatura

Porém, com o anúncio, ainda extraoficial, de sua pré-candidatura a vereador, em 2020 a coisa terá que ser diferente e mesmo que não queiram, o ex-senador estará grudadinho nos candidatos majoritários do grupo da prefeitura, seja Edvan Brandão ou o próprio Roberto Costa.

Primeiro passo

Antes que a intenção de ocupar uma das 17 cadeiras do legislativo bacabalense se confirme, João Alberto terá que jogar água na fervura que vai causar dentro da sua legenda. É que antigos aliados como Serafim Reis, Melquiades Neto e Natália Duda, ficarão com a reeleição bastante ameaçada.

Dos três, certamente alguém sairá prejudicado ou, sequer, lançará candidatura.

LEIA TAMBÉM:

Por que escondem João Alberto?