Blog do Sérgio Matias

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. (Mateus 7:15)

17/07/2019

Proprietários de imóveis continuam levando calote da Prefeitura de Bacabal e contabilizando prejuízos

Fachada do prédio da Associação Comercial alugado pela Prefeitura de Bacabal
e onde já deveria funcionar a Secretaria Municipal de Finanças.
Assim que sentou pela primeira vez na cadeira de prefeito, em julho de 2018, ainda na interinidade do cargo, Edvan Brandão (PSC), à época presidente da Câmara de Vereadores, já dava sinais do quão seria incapaz de gerir o município de Bacabal, a começar pela montagem do seu próprio secretariado, escolhido a dedo pelo deputado estadual Roberto Costa (MDB), quem, aliás, até hoje dita o rumo e o ritmo da administração.

Dentre tantos malfeitos, que são inúmeros, cito nesta postagem a série de calotes que o município vem dando em proprietários de imóveis alugados para funcionar secretarias e outros órgãos municipais, e que em alguns casos acumulam prejuízos pela falta de pagamento dos alugueis.

O que teve maior repercussão foi justamente o da Assistência Social, até bem pouco tempo funcionando na rua Cleomenes Falcão, em frente ao antigo Clube Recreativo Icaraí. Nem o fato de ter a primeira-dama Neidinha Brandão como titular da pasta foi suficiente para que a prefeitura honrasse com o pagamento do imóvel, resultado: ela e sua equipe foram convidadas a desocupar às pressas para evitar o constrangimento de uma ação judicial de despejo, o que seria mais constrangedor e foi evitado pelo proprietário.
Prédio de onde a primeira-dama foi convidada a desocupar por
falta de pagamento de meses de aluguel.
Mas existem outros casos que estão tomando o mesmo destino. Um deles é o da Unidade Básica de Saúde (USB) da rua Rui Barbosa.

Pelo menos outras três secretarias municipais estão em situação idênticas. Duas na rua Rui Barbosa, outra na rua Dias Carneiro (Rua Grande). Essa última trata-se da Secretaria de Finanças que tem à frente Marcelinho Sergipano, um dos operadores do deputado Roberto Costa no governo.

Sergipano, inclusive, se dá ao luxo de há pelo menos dois meses ocupar dois imóveis ao mesmo tempo. É que antes mesmo de entregar o prédio na Dias Carneiro, já tratou de locar a antiga sede da Associação Comercial, na rua Barão do Rio Branco, próximo ao Clube Vanguard.

A fama de caloteiro de Edvan Brandão já vem desde a campanha eleitoral quando ele deixou de pagar, por exemplo, por locação de veículos.

Dá cá o meu!

No que tange a contratos de locação por parte da Prefeitura de Bacabal o que se tem notícias é que apenas o imóvel alugado para funcionar a Controladoria do Município e que pertence à família do advogado Emílio Carvalho, o controlador oficioso, está com o pagamento rigorosamente em dia.