01/04/2019

Prefeito Edvan Brandão contrata instituto para avaliar sua rejeição e monitorar popularidade de aliados e adversários

Pesquisadores do Instituto de Opinião Pública JM amanheceram nesta segunda-feira (1°) batendo à porta dos cidadãos e cidadãs bacabalenses. 

Sediada em Itapecuru-Mirim a empresa foi contratada pelo prefeito de Bacabal preocupado em avaliar a proporção do desgaste de sua gestão e sua rejeição em meio a população que não tem escondido a indignação com ele, principalmente por não ter pulso e nem autonomia para dar a última palavra em absolutamente nada. Tudo necessita da aprovação prévia do deputado estadual Roberto Costa (MDB).

No formulário constam vários questionamentos, dentre os quais destacamos: “Qual a avaliação que você faz do governo municipal?” e “Em quem você votaria para prefeito se a eleição fosse hoje?”.

Há ainda perguntas sobre a qualidade de alguns serviços prestados por terceirizadas, a exemplo da coleta de lixo e iluminação pública.

A iniciativa de Edvan é claro sinal do desconforto dele com o arrocho que tem tomado dos moradores que, inclusive, já se “autoproclamam” prefeitos e têm feito as vezes da gestão tapando buracos com entulhos, pedras e até cimento.

O objetivo da pesquisa é também avaliar a popularidade dos adversários políticos e até de aliados do grupo João Alberto para  já ir tendo uma base de possíveis nomes a substituir o próprio Edvan na campanha eleitoral do ano que vem, isso no caso dele ficar inelegível ou ainda desistir de concorrer à reeleição, assim como fez seu antecessor Zé Alberto.