últimas Notícia

banner-DO-ESTADO-2019.jpg

16/03/2019

VALE-TUDO! Taxa abusiva de iluminação Pública gera discórdia no grupo João Alberto

Denominado de “áudio bomba”, uma gravação de voz do vereador governista Dedê da Trizidela (MDB) passou a circular nas redes sociais no final da manhã deste sábado (15) onde ele acusa o ainda colega de partido,  Coronel Egídio, de ter sido financiado nas eleições por João Alberto (MDB).

Segundo Dedê, o ex-senador disponibilizou aproximadamente R$ 200 mil.

O valor não consta na prestação de contas de campanha do vereador que concorreu a deputado estadual, em 2018, e como foi comentado pelo internauta Lucas Santos, sugere caixa dois.

"Quero dizer pro senhor [Egídio] que só devo a Deus e ao povo de Bacabal. E nunca fui de receber dinheiro de ninguém. Nem de prefeito, nem de deputado e nem de senador. Diferente de você vereador Egídio que é financiado pelo senador João Alberto, eu posso provar", disse Dedê da Trizidela.
O áudio foi para rebater a acusava feita anteriormente pelo Coronel Egídio após os vereadores da bancada governista rejeitarem Projeto de Lei, de sua autoria, que pedia a redução da taxa de Iluminação Publica.

Só ano passado a cobrança rendeu R$ 11 milhões aos cofres da prefeitura.

O vereador afirmou que Dedê e os demais colegas governistas são gananciosos e receberam dinheiro do prefeito para votarem contra o projeto.  "Isso é ganância. Com certeza ele [prefeito] deu dinheiro para os vereadores [governistas]. Ele comprou esses vereadores para rejeitar esse projeto. Se venderam, teve essa reunião dentro da prefeitura", afirmou.
banner-DO-ESTADO-2019.jpg