Blog do Sérgio Matias

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. (Mateus 7:15)

23/03/2019

Se dizendo perseguido diácono da Assembleia de Deus pede demissão da Prefeitura de Bacabal

Jackson Lago, homônimo do saudoso ex-governador do Maranhão, era lotado no Centro Pop por indicação do ex-secretário de Administração Ely Brandão de Farias, irmão do prefeito de Bacabal.

Antes de pedir demissão o diácono da Assembleia de Deus procurou a direção da unidade para se queixar dos três meses de salários atrasados. O fato causou incômodo e estremeceu a relação dele com a ala política ligada ao deputado estadual Roberto Costa (MDB) que ocupa os mais relevantes cargos na gestão Edvan Brandão.
De lá para cá Jackson Lago alega que vinha sendo perseguido e o estopim se deu ainda durante o período carnavalesco, no início deste mês, quando ele acabou sendo escalado para trabalhar no Centro Cultural.

Ainda com intenção de contornar a situação, o diácono chegou a procurar a primeira-dama e secretária de Assistência Social Ivaneide Brandão (Neidinha) já que a direção do Centro Pop é subordinada a pasta dela.

O diácono, no entanto, não obteve apoio e resolveu sacramentar sua saida.

Dos três meses de salários a receber só lhes foram pagos dois.

Sua atribuição no município era prestar auxílio espiritual às pessoas que buscam os serviços de acolhimento ofertados pelo Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua.

O Centro Pop é ligado ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e se destina a jovens, adultos, idosos e famílias que utilizam as ruas como espaço de moradia.
O atendimento pode ser acessado de forma espontânea ou por encaminhamento do Serviço Especializado em Abordagem Social.