02/02/2019

Unidades de saúde de Bacabal estão sem receituário médico e papel para imprimir exames

A população bacabalense parece finalmente começar a se dar conta do equívoco que foi eleger como prefeito um político à serviço de interesses de terceiros, e, que, após sete meses de gestão não assumiu de fato o controle administrativo do município.

Edvan Brandão (PSC) continua assistindo de braços cruzados os desmandos, obvio que compactuando com boa parte deles e de alguma forma se beneficiando enquanto que dia após dia nos deparamos com situações ditas vergonhosas que vão de contratos suspeitos e superfaturados a enriquecimento ilícito.

Com isso, a sociedade vai pagando o pato como aconteceu com uma gestante, de 29 anos de idade, que relatou ter sido informada no Laboratório Central do município que não receberia o resultado do seu exame em função da falta de papel para impressão. “A mulher teve a cara grande de me mandar comprar papel para imprimir meu exame. Eu não sei onde eu estava com a língua que não falei nada”, disse a mulher indignada.

O descaso no laboratório, localizado na rua Governador Sarney, bairro Esperança, se repete nos hospitais e unidades básicas de saúde que estão funcionando sem receituário médico. Os blocos utilizados nos últimos meses haviam sido deixados pela gestão municipal anterior.

Pacientes estão sendo obrigados a anotar a receita médica na mão, numa folha de papel avulsa ou guardar na memória a medicamentação prescrita.

A questão é que na maioria dos casos a receita médica é exigida no ato da aquisição do remédio e para ser feito o exame.

Recentemente a gestão de Edvan Brandão se vangloriou de ter sido agraciada com um tal prêmio “Maranhão Saúde”, isso, acredite, em reconhecimento pela qualidade dos serviços ofertados pelo município.

"O Prêmio Maranhão Saúde, em sua 12ª versão, avalia o desempenho das secretarias municipais de saúde de todo o Estado e comprova se as metas traçadas pelo Ministério da Saúde foram atingidas por cada município", publicou o município em seu site oficial.

TEM TEMPO: Há um ou dois casos isolados onde a direção da unidade, precavida, providenciou xerox de receituários por conta própria.

ENQUANTO ISSO...

DEDO DE ROBERTO COSTA? PREFEITO EDVAN PERDE PRAZO EM AÇÃO ELEITORAL E SE COMPLICA