Blog do Sérgio Matias

"Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem" (Santo Agostinho)

31/01/2019

Preso em Bacabal onde procurava emprego, assassino da ex-mulher será recambiado para Roraima

Francisco Mendes de Souza, 38 anos de idade, esteve na semana passada no estúdio da TV Difusora, em Bacabal, durante o programa Bandeira 2, apresentado todas as manhãs por Romário Alves.

A intenção dele era se utilizar da grande audiência para conseguir um emprego, contudo, um telespectador o reconheceu como sendo suspeito de assassinar a ex-esposa no Estado de Roraima, de onde fugiu vindo para Bacabal a procura de familiares e, como não os localizou, acabou se alojando provisoriamente em uma igreja evangélica.

Em contato com as autoridades policiais de Boa Vista, a Polícia Civil de Bacabal foi informada da veracidade da autoria do crime imputado a Francisco.

Ele foi preso e já se encontra na Unidade de Ressocialização Prisional (URP), no povoado Piratininga, aguardando para ser recambiado para Roraima.

Ainda na delegacia, ele concedeu entrevista ao repórter Romário Alves dando a sua versão para o caso . Francisco assumiu ter assassinado a esposa por ciumes.

A auxiliar de serviços gerais Edilene Silva Mendes, de 34 anos, foi morta por estrangulamento. 


De acordo com reportagens da imprensa de Boa Vista, as  investigações sobre o caso apontaram para um crime premeditado, pois Francisco não aceitava que Edilene estivesse em outro relacionamento. Os dois foram casados e durante o tempo em que permaneceram juntos tiveram três filhos. Mesmo separado, o casal mantinha contato por causa das crianças.

No dia do crime, ele a convidou para um passeio e no retorno para casa de Edilene, o suspeito se aproveitou do fato dos filhos estarem dormindo para estrangular a vítima.

Ainda de acordo com a reportagem, o relatório do caso apontou que a constatação da morte de Edilene foi feita por uma das crianças, que chamou o irmão mais velho para informar que sua mãe não estava respirando.

Este, de imediato, pediu ajuda de vizinhos, que chamaram a polícia.

As suspeitas da participação de Francisco Mendes na morte da ex-mulher logo foram confirmadas. O primeiro indício veio por relato de vizinhos que o viram sair da casa após o crime. O segundo veio do depoimento de um dos filhos do casal, que relatou que viu o pai sair de casa sem se despedir.

O terceiro indício do caso foi a descoberta de um saque no valor de R$ 6 mil feito por ele, possivelmente para a fuga.

Com isso, a polícia solicitou o comparecimento de Francisco, que só se apresentou dias depois, confessando a autoria do crime.

Com base na quantidade de provas, o responsável pelo caso, delegado Jorge Wilton Nepomuceno, pediu a prisão preventiva de Francisco, mas ele já havia saído do Estado.

A localização dele só foi possível graças ao trabalho do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Roraima com a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Bacabal.

Francisco Mendes de Souza foi preso na noite da última sexta-feira (25).

Mais detalhes sobre o crime

Edilene Silva Mendes foi assassinada dentro do próprio quarto, na cama em que dormia, por volta das 2 horas da madrugada. Ela deixou três filhos, de 8, 10 e 13 anos. 

Na noite anterior ao crime, relatos de testemunhas afirmam que a vítima e as crianças foram convidadas pelo suspeito para passear. A família foi e, segundo os vizinhos, o passeio foi tranquilo, mas o ex-marido não quis ir embora e insistiu para ficar na casa, conforme relataram amigos da vítima.

Informações colhidas no local adiantaram que eles já estavam separados há mais de um ano, inclusive divorciados, porém o homem não aceitava a separação e sempre rondava a ex-mulher na tentativa de reatar o casamento.

Edilene chegou a ser socorrida pelo Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), porém quando a equipe chegou ao local ela já estava sem vida.

A médica constatou a morte e afirmou no laudo que ela apresentava marcas no pescoço que indicariam o estrangulamento.

Em conversa com amigas da vítima, a reportagem do Portal Folha de Boa Vista também apurou que ela vinha recebendo ameaças do suspeito e teria inclusive registrado um boletim de ocorrência contra ele.

“Ele dizia para ela: ainda vou te esganar”, afirmou uma testemunha.
Bandeira 2

A reportagem concedida com exclusividade ao repórter Romário Alves sera exibida nesta sexta-feira (1°), a partir das 6h45, no programa Bandeira 2.