Informa Maranhão

Contato: (99) 98857-2669 - WhatsApp

CORONA

3 de mai. de 2022

RACHA NO MDB: "Roberto Costa é um deputado com votação limitada e não representa o partido", diz Edinho Lobão em entrevista

Edinho Lobão com Roseana Sarney e o cabisbaixo Roberto Costa

A passagem do deputado estadual Roberto Costa pelo comando do Movimento Democrático Brasileiro, no estado, foi desastrosa e quase levou o partido para o buraco.


Você leitor do Informa Maranhão deve se perguntar:  Roberto Costa é ou já foi presidente?


Respondo que não. Mas usurpar do poder que não lhe foi dado por direito é habitual na carreira política dele. Foi assim em Bacabal, em 2016, quando mesmo sendo derrotado nas urnas pelo ex-prefeito Zé Vieira chegou a fazer carreata querendo convencer a população que o vitorioso era ele. Se repetiu quando, no início do governo do atual prefeito, se apoderou do cargo.


No MDB, não agiu diferente.


Sentou na cadeira de presidente do Diretório Estadual e deu as cartas como bem quis. Nesse caso, Roberto se aproveitou de duas situações: da então aposentadoria política da ex-governadora Roseana Sarney e da eterna benevolência do ex-senador João Alberto, reconduzido à presidência em abril de 2019.


A escolha nasceu de um consenso após desavença entre Roberto e o deputado federal Hildo Rocha. Ambos pretendiam assumir o diretório, mas sobrou aos dois a primeira e segunda vice-presidência.


A princípio, a ideia era que durante o novo mandato  João Alberto conduzisse a transição de comando para a ala que representa a juventude emedebista, o que só não ocorreu porque João cedeu todos os poderes para Roberto, que tomou o partido para si, resultando no que assistimos hoje: debandada de filiados, perda de representatividade na Assembleia Legislativa e até na Câmara Municipal de São Luís - para qual não elegeu nenhum vereador -,  além de grande racha quanto a quem apoiar para senador nas eleições desse ano.


Pré-candidato a deputado federal,  Edinho Lobão comentou sobre o assunto durante entrevista concedida a uma rádio da capital, deixando claro que o clima dentro do MDB é de total discórdia e que as decisões de Roberto não representam o pensamento da maioria. "O MDB é um [partido] que pode apoiar Carlos Brandão, mas jamais vai apoiar Flávio Dino, o Roberto Costa talvez seja o único. É um deputado estadual com votação limitada que não representa o partido que tem outras lideranças", esclareceu.

Querendo roubar a cena e ser protagonista da aproximação do partido de Roseana Sarney  com o ex-governador Flávio Dino, Roberto negociou cargos no Governo do Estado em nome do MDB, dos quais, foi o único que se beneficiou.


Em junho de 2021, vendo o partido afundando, Roseana Sarney assumiu o Diretório Estadual. Para não desagradar João Alberto manteve Roberto no cargo de vice, mas com menos poderes.


LEIA TAMBÉM

ELEIÇÕES 2022: Roberto Costa vai ter que rebolar bastante para se reeleger