Informa Maranhão

Contato: (99) 98857-2669 - WhatsApp

CORONA

3 de abr. de 2022

Em discurso de posse governador Carlos Brandão destacou avanços sociais e as políticas públicas que alcançaram os 217 municípios maranhenses

No sábado (2), no Palácio dos Leões, em São Luís, foi realizada a transmissão do cargo de governador do Maranhão. Flávio Dino, que renunciou ao posto obedecendo à legislação eleitoral - para estar apto a disputar o pleito em outubro -, passou a faixa para Carlos Brandão.


Na sacada da sede do governo, Brandão acenou com a família para uma multidão que ocupou as praças e ruas do Centro Histórico. “Estou recebendo uma nova missão, a maior de todas. A missão de seguir trabalhando e fazer pelo Maranhão as coisas que a nossa gente e o nosso estado mais precisam. Governar o Maranhão é uma honra, mas também um desafio. Eu olho para os últimos sete anos com muita emoção e com muita alegria, porque o nosso governo colocou o Maranhão no rumo certo, no rumo da mudança”, declarou.

Brandão destacou ainda os avanços sociais e as políticas públicas que alcançaram os 217 municípios, principalmente nas áreas de educação, saúde, segurança alimentar e infraestrutura. “Temos estrutura e projetos para avançar ainda mais. Nestes anos todos, o Maranhão construiu uma infraestrutura social que não tem comparação na nossa história. Nos últimos sete anos uma nova palavra foi escrita no dicionário maranhense: dignidade. Mas, como meu amigo Flávio Dino diz, ainda precisamos e podemos fazer muito mais, porque sabemos que o papel de um governante é trabalhar para fazer com que o amanhã seja melhor que o hoje”.


“Nós faremos um governo baseado em políticas públicas, de proteção dos direitos humanos, de todas as minorias, de valorização da mulher, e de uma completa e irrestrita abertura à participação popular. Faremos um governo de desenvolvimento com sustentabilidade, um governo que fortaleça o municipalismo, preservando o respeito pelo dinheiro público. Nós já traçamos a agenda, vamos fazer mais, muito mais”, completou o novo governador do Maranhão.


Dino deixa o Palácio

Governador entre janeiro de 2015 e abril de 2022, Dino agradeceu a oportunidade ao povo do Maranhão, que lhe colocou no cargo as duas vezes com vitórias no primeiro turno. Ele também destacou a lealdade de Carlos Brandão, e a parceria com sua equipe de governo e toda a classe política do estado, além de desejar sorte e sucesso ao seu sucessor.“


Evidentemente, a hora não é de relatórios a cerca de realizações, tampouco de balanço, pontos positivos ou itens que demandarão esforços do senhor governador Carlos Brandão. As obras falam por si, as ações falam por si, que são sobejamente conhecidas pelos sete milhões de brasileiros e brasileiras que moram nos 217 municípios do Maranhão”, afirmou.


Dino também comentou o papel de um governador. “O governador tem a incumbência de decidir, de decidir sempre. Governador ou governadora não pode deixar de decidir, certo ou errado precisa tomar uma decisão. Peço desculpas pelas decisões erradas que tomei. Quanto ao orgulho de ter acertado tantas outras, compartilho o êxito com minha equipe”. E terminou com um conselho, antes de deixar o Palácio: “Nos momentos de angústia ou dúvida, Carlos Brandão, sempre decida a favor dos mais frágeis, dos que menos têm, dos que mais precisam, sempre decida a favor dos mais pobres. Esse critério não falha! E eu tenho tranquilidade que assim será o seu governo. E, acima de tudo, Brandão, estarei sempre à sua disposição. Conte comigo sempre de graça, de manhã, de tarde, de noite e de madrugada, de domingo a domingo, porque te ajudar é ajudar o estado que eu amo, é ajudar o Maranhão”.


Fonte: Secom