Informa Maranhão

Contato: (99) 98857-2669 - WhatsApp

CORONA

11 de mar. de 2022

Enfermeira acusada de mandar matar advogado é presa novamente em Imperatriz; vítima era seu ex-marido

Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da 10ª DRPC, por intermédio do Grupo de Pronto Emprego/GPE, prendeu a enfermeira Irani Vieira Ferreira Rocha, em cumprimento ao mandado de prisão pela prática do crime de homicídio qualificado com pena de 16 anos, 7 meses e 15 dias de reclusão em regime fechado.


O advogado Valdecy Ferreira Rocha, 52 anos de idade, foi assassinado no dia 30 de novembro de 2005. O crime aconteceu por volta das 17h, em frente à sede da Prefeitura Municipal de Imperatriz. Dois homens em uma motocicleta se aproximaram do advogado quando ele entrou no seu veículo, que estava estacionado, e um deles efetuou um tiro na nuca de Valdecy.


Irani Vieira, ex-mulher da vítima, acusada como mandante do referido crime, chegou a ser presa preventivamente em 2007, ficando presa por 4 meses.


Após deferimento de Habeas Corpus, encontrava-se respondendo o processo em liberdade. A condenação definitiva é oriunda de trânsito em julgado do referido processo, após condenação proferida pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri.


A equipe do GPE - Imperatriz, localizou e prendeu a enfermeira em sua residência na tarde do desta quinta-feira (10). Ela foi levada à Delegacia Regional de Imperatriz e encontra-se à disposição da justiça.


E mais


O acusado de praticar o crime, o ex-policial militar Gilvan Varão, foi preso e condenado a 18 anos de prisão, mas só cumpriu um terço da pena e voltou para as ruas. O homem que deu fuga a Gilvan nunca foi encontrado.


Fonte: Ascom - PCMA