Informa Maranhão

Contato: (99) 98857-2669 - WhatsApp

CORONA

23 de fev. de 2022

Sinproesemma avalia contraproposta do Governo do Estado da Pauta de Reivindicação da Campanha Salarial 2022

Entre os itens, o Governo do Estado se compromete em implantar o piso salarial proporcional à 20h aos professores contratados retroativos a janeiro, edital de ampliação de jornada de trabalho dos professores que atuam no ensino de tempo integral (Centro Educa Mais e IEMAS), implementação da gratificação de difícil acesso e gratificação de atividade em área de risco aos profissionais que atuam nas unidades de ensino do Sistema Prisional e na FUNAC.

O destaque nessa contraproposta é a carreira, pois o Governo do Estado propõe fazer todas as correções das referências de todos os professores com progressões atrasadas, inclusive os que foram promovidos que já completaram cinco anos ou mais. O enquadramento de todos os professores em suas respectivas referências resolve uma demanda reprimida antiga, a implementação de auxílio alimentação, no valor líquido de R$ 300,00 para todos os professores da rede pública estadual que estão na ativa, inclusive os contratados e administrativo lotados nas escolas da Rede Pública Estadual e ainda a concessão de reajuste salarial de 8% para toda a categoria a ser pago nos meses de fevereiro e março.


Para o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, a diretoria fará uma análise minuciosa da contraproposta do governo do Estado, discutindo e debatendo com cautela e fazendo os estudos necessários com base no relatório do Dieese solicitado pelo Sinproesemma.

“Estamos em processo de mesa de negociação com o Governo do Estado e buscaremos o que for melhor para a nossa categoria. Estamos imbuídos nas conquistas de direitos que fomentem a carreira regularizando a situação de muitos colegas professores e agregando outros ganhos para os trabalhadores em educação. Estamos aprofundando o estudo e discutindo com a nossa diretoria para posteriormente debater e fazer os encaminhamentos aos trabalhadores em educação. O governo já anunciou o reajuste de 8% e até implantou uma das parcelas desse mês de fevereiro, onde o pagamento está previsto para o dia 25, então um dos caminhos será cobrar judicialmente”, disse Oliveira.

Com a contraproposta, o Governo do Estado irá assinar uma carta compromisso garantindo todos os itens mencionados no documento enviado ao sindicato.

Fonte: Sinproesemma