Informa Maranhão

Contato: (99) 98857-2669 - WhatsApp

CORONA

25 de fev. de 2022

Polícia Civil prende 79 pessoas por prática de crimes violentos

A Polícia Civil do Maranhão deflagrou a “Operação Duzentos e Dezessete” entre os dias 15 e 24 de fevereiro, conforme determinação da Delegacia Geral de Polícia Civil, tendo como enfoque o combate aos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), além de tentativas de homicídio, feminicídio e latrocínios, ocorridos na capital e no interior do Estado. Em 10 dias de operação, 79 pessoas foram presas por praticarem algum dos citados crimes.

Tal ação policial que envolveu mais de 504 policiais civis tinha como missão intensificar e concluir investigações que resultassem no cumprimento de medidas cautelares de CVLI e das tentativas dos crimes de homicídio, feminicídio e latrocínio ocorridos em todos os municípios do Maranhão, derivados de trabalhos investigativos da Polícia Civil.

Em números, foram 79 pessoas presas, 29 Mandados de Busca e Apreensão realizados, além de 3 veículos, 17 armas de fogo e 32 munições de vários calibres apreendidas. As diligências contaram com o uso de 155 viaturas da Polícia Civil do Maranhão.

O nome da operação é uma referência ao número de municípios que existem no Estado do Maranhão e que receberam ações policiais para prevenir e reprimir, de forma qualificada os crimes contra a vida. O foco da operação estava voltado para o interior do estado, onde foi montada uma força-tarefa com as delegacias regionais para fazer levantamentos dos mandados de prisão em aberto, diligências e intensificações das investigações visando a elucidação dos crimes.
A Operação Duzentos e Dezessete foi deflagrada por equipes das seis superintendências da Polícia Civil do Maranhão (SPCI, SPCC, SHPP, SEIC, SENARC e SECCOR) e do Centro de Inteligência da Polícia Civil (CIPC).

Na visão do delegado geral adjunto operacional da Polícia Civil, Danilo Veras, o resultado da operação é satisfatório. “A operação tinha como objetivo intensificar as investigações de crimes contra a vida que resultasse no cumprimento de mandado de prisão dos autores. Foram 79 criminosos retirados de circulação e que agora ficarão à disposição da justiça”, destacou Danilo Veras.

Fonte: Ascom - PCMA