Informa Maranhão

Contato: (99) 98857-2669 - WhatsApp

CORONA

27 de fev. de 2022

Bombeiros do Maranhão permanecem atuando nas operações de busca e resgate em Petrópolis

Dois cães farejadores do Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) seguem procurando vítimas do deslizamento de terra na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro. Os animais são os mesmos que atuaram nas buscas por desaparecidos nas chuvas que atingiram cidades do interior da Bahia no mês de janeiro. Além dos cães, equipes com militares maranhenses especializados em busca e resgate também permabecem no local. 


“Os binômios (cão e militar adestrador) já estão trabalhando juntamente com equipes de outros estados, o trabalho é dividido por setores, concentrados onde há maior chance de localização de vítimas sob os escombros”, disse o CBMMA em nota. 


A equipe maranhense se deslocou ao Rio de Janeiro na sexta-feira (18), onde atua junto com militares de outros estados brasileiros na busca por desaparecidos. 

“Aquela cidade tem sido duramente castigada pelo excesso de chuvas e nós iremos nos somar à corporação do Rio de Janeiro e ajudar os nossos irmãos nesse momento tão difícil, para mitigar os efeitos desse desastre que tem repercutido tão pesadamente para o povo brasileiro”, disse o coronel Célio Roberto, comandante-geral do CBMMA.


Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro (CBMRJ), também estão trabalhando na operação de resgate militares de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Ceará, Sergipe, Paraíba, Alagoas, Bahia, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e do Distrito Federal.


Nas redes sociais, o governador Flávio Dino informou que a equipe do CBMMA permanecerá em Petrópolis “enquanto houver necessidade”. Dino já havia compartilhado vídeo que registra o momento em que o piloto da aeronave que levava os binômios do CBMMA à Petrópolis, saúda os voluntários maranhenses.


“Contamos aqui com a presença de bombeiros voluntários do estado do Maranhão, junto com as cadelas Flecha e Pandora, que estão indo fazer missão humanitária para resgate das vítimas em Petrópolis, devido às chuvas na região. É um prazer tê-los a bordo”, disse o piloto do avião em comunicado aos passageiros, que aplaudiram a equipe de resgate maranhense.


O Batalhão de Busca e Salvamento diz se orgulhar imensamente de ter em seu seio militares com tão alto grau de comprometimento atuando nas mais diversas missões, sempre com o intuito de salvar vidas e minimizar o sofrimento alheio.


O número de mortos chega a 223. Cerca de 30 pessoas ainda estão desaparecidas.

Chuvas no Maranhão


O CBMMA também mantém trabalho de resgate e auxílio humanitário a populações vitimadas com as fortes chuvas no Maranhão.


Fonte: Ascom: CBMMA