8 de mar. de 2021

Em Bacabal empresas se ajustam ao decreto municipal e colaboram no combate à Covid-19

Da Assecom


As empresas bacabalenses se ajustaram ao que dispõe o Decreto nº 708 da Prefeitura de Bacabal que estabelece medidas restritivas quanto ao horário de funcionamento noturno de algumas atividades comerciais.O decreto editado em função do aumento de casos de Covid-19 diz que  bares, restaurantes e lojas de conveniência, devem fechar às 21horas.


Até mesmo o serviço de delivery (entrega em domicílio) deve seguir o horário estabelecido no Decreto, em vigor no período de 5 a 14 de março de 2021.  Um exemplo de empresa que se ajustou é o Madrugas Beer, localizado na praça de alimentação do Bacabal Center. Diante da obrigação de fechar mais cedo, o Madrugas que antes abria para o público ás 18h agora está funcionando a partir das 15horas.

Representantes de grandes redes de fast-food, como o Bob’s e a Subway, também publicaram em suas redes sociais, as novas determinações que constam no decreto municipal mas se originaram das regras impostas por decreto do Governo do Estado.

Empresas genuinamente bacabalenses, como a renomada pizzaria Blitz, Master Pizza e o Taverna, point da juventude, também buscam pelas redes sociais conscientizar os consumidores a respeito do novo horário de funcionamento.

As academias de ginástica seguem o horário do comércio diurno, devendo fechar às 18 horas. Duas grandes academias também divulgaram o novo horário em suas redes sociais, a CenterFit e a Powerfitness.

Combate à nova onda inclui reabertura do hospital

O prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, reuniu no final de semana com a cúpula da secretaria de Saúde para discutir os últimos detalhes que levarão à reabertura do hospital de campanha do munícipio em parceria com o Governo do Estado. O prefeito pediu urgência nos trabalhos para a reabertura.

O hospital de campanha instalado no residencial José Lisboa foi fechado depois que os índices de contágio da Covid-19 baixaram no município e o atendimento no hospital Veloso Costa se mostrou suficiente para a realidade daquele momento. Com o aumento no número de casos, o prefeito de Bacabal reuniu com o secretário de estado da Saúde, Carlos Lula, e decidiram pela reabertura do hospital em parceria com o Governo do Maranhão, assim como aconteceu em maio de 2020.