19 de mar. de 2020

Deputados estaduais maranhenses decidem destinar 2,1 milhões em emendas parlamentares para ajudar no combate ao Coronavírus

Os 42 deputados estaduais do Maranhão, decidiram destinar R$ 2,1 milhões em emendas parlamentares (R$ 50 mil de cada) para a aquisição de respiradores, que devem abastecer a rede estadual de saúde e ampliar as unidades de terapia intensiva. "Estamos unindo esforços, Assembleia Legislativa e Governo do Estado, no combate ao coronavírus (COVID-19) no Maranhão, apesar de não termos nenhum caso confirmado. A iniciativa é fruto dessa preocupação, que é de todos nós, de termos instrumentos, caso necessário, para assistir melhor a população', declarou Othelino Neto, presidente da Assembleia Legislativa.
Representante de Bacabal e da região no parlamento estadual, o deputado Carlinhos Florêncio tem se mostrado preocupado com a pandemia e procurado orientar a população. "Até o momento, ainda não foram registrados casos do novo Coronavírus em nosso Estado, no entanto, precisamos fazer a nossa parte".
• Lavar bem as mãos com água e sabão ou álcool em gel; 

• Sair de casa somente em caso de necessidade; 

• Evitar aglomerações (academias, praias, festas, shows, bares, restaurantes, teatros, cinemas, shoppings centers); 

• Bares e restaurantes deem preferência aos serviços de entrega; 

• Caso você não apresente nenhum sintoma não é necessário usar máscara, ela deve ser usada pelas pessoas doentes; 

• Evitar viagens para cidades em que já foram constatados casos do coronavírus, a não ser em caso de necessidade; 

• Evitar o contato de crianças com os idosos; 

• O Ministério da Saúde recomenda que mesmo sem sintomas, as pessoas que estiveram em áreas de risco devem ficar em isolamento por 7 dias; 

• Se você esteve em áreas onde já têm casos confirmados ou esteve em contato com alguém diagnosticado com o coronavírus, ou ainda com alguém que esteve em áreas de risco e está resfriado, der febre e sentir dificuldade para respirar é o momento de procurar uma UPA ou Hospital. 

Essas e outras medidas preventivas são necessárias para evitarmos o contágio do coronavírus ou da gripe H1N1.