Blog do Sérgio Matias

Sob a direção de um forte general, não haverá jamais soldados fracos. (Sócrates).

17/10/2019

Vereador César Brito diz que dinheiro da iluminação pública de Bacabal está sendo usado para comprar fazendas e SW4

O vereador César Brito, líder da oposição, voltou a ocupar a tribuna da Câmara Municipal de Bacabal. Na sessão ordinária desta quarta-feira (16) ele lembrou de alguns compromissos inseridos no plano de governo do prefeito Edvan Brandão e que até agora não saíram do papel.

César deixou claro que o intuito não é fazer críticas simplesmente por fazer, mais apontar as soluções, pois, na opinião dele, o poder público municipal carece de um gestor com vontade de resolver os problemas. ”O que está faltando é gestão, um prefeito que tenha vontade e coragem. Mas, falar de gestão para Edvan é a mesma coisa de falar para uma parede”. 

Em outra parte de sua fala César citou a falta de parceria da prefeitura  com a iniciativa privada no que tange a geração de oportunidade de emprego para os jovens que almejam ingressar no mercado de trabalho. “isso o César Brito vai fazer, se for da vontade de Deus e do povo. Precisamos dar oportunidade para os jovens, coisa que neste governo ficou só no papel”.

O vereador atribuiu ao deputado estadual Roberto Costa, que faz as vezes do prefeito, a responsabilidade pelo não cumprimento das promessas de campanha. “isso é coisa de Roberto Costa, deputado mentiroso, forasteiro e sem família”.

Com relação ao convite de Edvan Brandão para a oposição se unir ao governo, o vereador foi categórico. “César Brito não vai se unir com uma patifaria dessa, não vai se unir com uma roubalheira dessa”.

O que também chamou a atenção foi a revelação feita pelo líder da oposição. “A firma do asfalto é do Manuel Filho, porque aqui eu falo é o nome, filho da Maria José [Carvalho], de São Luís Gonzaga, usando nota fiscal de uma firma de São Luís. É mais um levando o dinheiro de Bacabal. Já não basta o deputado mentiroso, Edvan e o Emílio, agora tem até o Manuel Filho levando o dinheiro de Bacabal”.

Ao encerrar o pronunciamento César Brito fez uma denúncia gravíssima. “O [vereador] Coronel Egídio perguntou para onde estava indo o dinheiro da iluminação publica que eles arrecadam R$ 1,1 milhão. Tá servindo para comprar fazendas e SW4,  não está servindo para outra coisa”.