últimas Notícia

banner-DO-ESTADO-2019.jpg

01/04/2019

Excepcionais da APAE de Bacabal estão sem aula e merenda porque prefeito se recusa a renovar parceria

Na última sexta-feira (29) pais e diretores se reuniram para avaliar a situação.
Infelizmente não são apenas os alunos matriculados na rede municipal de ensino em Bacabal que estão sendo prejudicados pela incompetência da gestão Edvan Brandão.

Como o Blog do Sérgio Matias vem divulgando, o ano letivo em boa parte das escolas sequer começou e a previsão é que isso só ocorra agora no mês de abril.

Quem também tem ficado sem aula são cerca de cem alunos atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, entidade filantrópica, de caráter cultural, assistencial e educacional.

Em Bacabal a APAE tem sua sede na avenida São Francisco, bairro Cohabinha, e seu presidente é Domingos Ganga Filho.

De acordo com ele, desde 2006, portanto há 13 anos, a APAE mantinha uma parceria com a Prefeitura de Bacabal no que tange a remuneração de professores, ASG’s, vigias, motoristas e outros profissionais, no total de quinze, contratados pela entidade.

No entanto, na administração Edvan Brandão até o momento isso não aconteceu e nem foi possível um diálogo da diretoria com o prefeito.“ Em todas as gestões a parceria era renovada automaticamente, só agora com Edvan Brandão  é que estão nos enrolando”, disse o presidente.

Todas as tentativas de falar com o prefeito foram frustradas e a alegação dada na sede do poder executivo é que Edvan Brandão viajou ou foi para a fazenda dele, na zona rural, onde passou a morar depois que se elegeu.

Preocupados com o risco de ter que fechar as portas os diretores também recorreram à intermediários, como a ex-secretária de educação Ivane Ramos  e até o atual titular da pasta, professor Marcos Ferreira, mas sem sucesso.

O neófito e bon vivant secretário de Administração Davi Brandão,  filho do prefeito, também foi informado do caso.

No início dessa semana uma comissão voltará a prefeitura para novamente tentar encontrar Edvan Brandão e sensibiliza-lo a resolver o caso. Se nada for feito, na quarta-feira (3) a mesma comissão apelará para os veredores.

Manuel da Concórdia, presidente da Câmara Municipal, foi o único até agora procurado. Contudo, teria se esquivado dando como justificativa a relação estremecida com o prefeito.

E mais...

A atual gestão municipal havia se comprometido a recuperar a Kombi utilizada pela APAE para transportar os alunos, porém, nem isso cumpriu.

O veículo apresenta problemas como falta de uma porta e bancos rasgados.
banner-DO-ESTADO-2019.jpg