28/02/2019

Apesar de milionário carnaval de Bacabal é feito "nas coxas" e deixa de fora blocos de rua

Menos de 24 horas do início da festa oficial, o Centro Cultural permanece às escuras, sujo, e com lama. (Foto feita às 19 horas desta quinta-feira (28).)
Em função da vultosa quantia de dinheiro público envolvido, o carnaval oficial promovido pela Prefeitura de Bacabal teria tudo pra ser digno das grandes micaretas, como o Fortal.

São tantas atrações caras que quase não coube todas em um único banner de divulgação, foi preciso deixar de fora as atrações locais, essas contratadas por cachês  irrisórios.

Mas, quem ficou de fora mesmo da festa milionária desse ano foram os blocos de rua que tradicionalmente recebiam do poder público em média 200 abadás e outros apoios.

Essa quantidade caiu para 20, que praticamente  inviabiliza a realização do desfile que sempre ocorre no corredor da folia no domingo e segunda-feira de carnaval.

Dos organizadores de blocos com quem o Blog do Sérgio Matias conversou, todos foram unanimes em afirmar que é impossível empolgar algum  folião a desfilar na avenida. 


“As coisas mudaram muito, esse ano esqueceram da gente. É uma grande falta de respeito com os blocos e com as nossas tradições”, desabafou um deles.

“Para quem já entrou naquela avenida disputando boas premiações no concurso de blocos, é muita decepção”, disse outro organizador que pediu o anonimato.

“Minha esposa é servidora contratada do município”, justificou.

No carnaval das bandas de forró e do DJ modelo ex-namorado de Madonna não tem espaço também para as marchinhas. A banda Serpentina, por exemplo, que tem entre seus integrantes Perboire Ribeiro, Maestro Víctor Paraíba e Marcelo Duarte,  cumpre uma extensa agenda de shows, nenhum com o apoio da prefeitura.

A dinheirama para gastar no carnaval, licitada às escuras, não deu sequer para embelezar o corredor oficial. Até à véspera do início dos longos cinco dias de folia o local permanece sem um adereço, sujo, cheio de lama e buracos que estão sendo tapados às pressas com asfalto que nunca aparece para recuperar as ruas, só quando há festas, assim como foi no 'Davi Folia", na rua Teixeira de Freitas.
Prefeito manda asfaltar rua para namorada do filho fazer festa