DENÚNCIA GRAVE! Servidores da SEMED estão sendo recrutados para trabalharem de graça como fiscais de urnas para Edvan Brandão

20/10/2018

A coação de servidores por parte da gestão municipal em Bacabal, sobretudo, no setor da educação, está ultrapassando todos os limites permitidos e imaginados.

Como obriga-los a participar dos eventos da campanha de Edvan Brandão (PSC) não foi suficiente para fazer elevar sua preferência junto ao eleitorado bacabalense, os servidores estão também recebendo a determinação de colar o cartaz do gestor nas portas de suas casas sobre o pretexto que serão monitorados e, caso não cumpram, serão demitidos e não receberão seus salários.

E isso não é tudo.

Para compensar a dinheirama que foi torrada na reeleição de Roberto Costa (MDB), a prefeitura agora recruta essas mesmas pessoas para trabalharem de graça como fiscais de urnas para Edvan Brandão na eleição do próximo dia 28 de outubro.

A pasta da educação não é a única a cometer essa prática irregular.

Essa semana vazou áudio em que a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS coage as servidoras através de um grupo do WhatsApp. No primeiro trecho da gravação ela aparece fazendo convocação para um evento de campanha de Edvan Brandão no final de semana passado. “Quero saber do CREAS quem vai amanhã, Marinez, se manifesta aí minha irmã. Tem dois horários amanhã, quem vai do CREAS?”, indaga.

Diante da falta de respostas, a coordenadora eleva o tom da voz. “Pela manhã eu deixei vocês de folga, mas amanhã nós temos que estar no batente junto com o prefeito. Quem vai? quem vai? eu não quero apontar, quero que vocês se manifestem”, completou.

Nesta sexta-feira (19) o blog teve acesso à outra parte do áudio onde  Leonice Costa faz uma chamada nominal para evento politico à noite na zona rural. OUÇA.
Faça seu comentário

0 comentários: