CORRENDO A SACOLINHA: Secretários e comissionados da Prefeitura de Bacabal ficarão sem salários

16/10/2018
Depois de inchar a folha de pagamento contratando servidores na véspera do período eleitoral, a Prefeitura de Bacabal agora anuncia internamente que parte deles, incluindo os secretários, terá que abrir mão de seus vencimentos correspondentes ao mês de outubro.

O arrocho nas contas não se dará para honrar compromissos da administração propriamente dita, como pagamento de fornecedores, mas para turbinar a reta final da campanha de Edvan Brandão (PSC) que se vê bastante ameaçado de perder a disputa para seu principal concorrente.

Contratos suspeitos e superfaturados

A milionária campanha eleitoral do gestor interino Edvan Brandão (PSC) tem outras fontes, uma delas é o Serviço Autônomo de Água e Esgoto. A autarquia é acusada de celebrar contratos com empresas suspeitas de emissão de notas frias e superfaturamento.

Cobranças abusivas

Ainda no que se refere ao papel do SAAE na campanha eleitoral, o blog denunciou há alguns dias que um morador do bairro Coelho Dias ficou perplexo ao observar o valor da sua conta de água, nada menos do que R$ 367,61 (trezentos e sessenta e sete reais e sessenta e um centavos).

Quase a metade de toda a renda mensal da família. “Esse SAAE quer tirar o furo dessa campanha [eleitoral] no lombo dos outros”, disse o morador indignado.
LEIA TAMBÉM:

ÁUDIO BOMBA! “Edvan se tornou uma pessoa amarga, triste e não tem paz”, diz prima do gestor interino
Pai de santo de Sarney e a eleição suplementar em Bacabal

Sem salário, sem sorriso e sem presente
SOBERBA: Edvan Brandão se nega a participar de série de entrevistas em emissora de TV evangélica em Bacabal

Cliente do SAAE reclama de valor exorbitante em conta de água em Bacabal

Leia também

Next
Faça seu comentário

0 comentários: