PUBLICIDADE

Anuncie_Aqui
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNERS_GERAL_julho_3

Roberto Costa tem a curatela do prefeito interino de Bacabal


Curatelado e curador.
A curatela ou interdição é uma medida de amparo criada pela legislação civil, um processo judicial por meio do qual a pessoa é declarada civilmente incapaz, total ou parcialmente, para a prática dos atos da vida civil, tais como: vender, comprar, assinar contratos, etc. É mais ou menos dessa forma que a população tem avaliado o comportamento do presidente da Câmara Municipal que nesta quarta-feira (4) passou a responder interinamente pelo poder executivo bacabalense.

Como já vinha ocorrendo mesmo antes de sentar na cadeira de prefeito, Edvan Brandão (PSC) é vigiado 24 horas, não dá um passo sem que um ‘cão de guarda’ do deputado estadual Roberto Costa (MDB) esteja próximo e de olho nele. O prefeito interino, além de não ser um fruto da vontade das urnas, não é tido como liderança dentro do próprio grupo, mas, também pudera.
Tem sido incapaz de sequer ter na cidade um ponto de referência onde possa receber seus eleitores (ele reside na zona rural) e tudo é tratado numa casa que Roberto mantém no bairro Jardim Valéria. Lá que a Justiça Eleitoral teve que ir para notifica-lo e onde também até hoje vereadores e correligionários se reúnem para comemorar a interinidade no governo.

A verdade é que ninguém dá muita bola para Edvan.

Devagar, quase parando
Prefeito interino (de terno à esquerda) e novo diretor do SAAE
(`de preto à direita).
Ciente desde o último dia 20 de junho que teria que assumir a prefeitura, portanto há mais de 15 dias, ele ainda não anunciou seu secretariado. Muitos nomes são especulados, mas não há nada ainda de oficial, muito embora a autarquia municipal responsável pelo serviço de água e esgoto já tenha seu diretor. Marcelinho Sergipano é empresário e coordenador da pré-campanha de Roberto a reeleição.

É de Roberto, aliás, a indicação para as principais pastas do primeiro escalão do governo que tem o slogan “Bacabal no Rumo Certo”. Ao prefeito interino coube apontar nomes para segundo e terceiro escalões, como diretores do Matadouro Público, Cemitérios, Mercados Públicos e Terminal Rodoviário.
Vereadores da bancada governista e outros integrantes do
grupo no imóvel onde Roberto fica quando 
vem de sua casa
em São Luís para Bacabal.
Os vereadores que agora formam a bancada governista na Câmara também estão autorizados a recolher currículos dos seus indicados para os cargos de contratados e comissionados, isso, apesar de Edvan em recente entrevista à TV Difusora ter afirmado que era homem, evangélico, e não iria demitir ninguém. Reveja.
Nepotismo

O mandato-tampão a ser exercido por Edvan é de curto prazo e dura tão somente até os novos prefeito e vice-prefeito do município serem eleitos no pleito suplementar que ainda terá a data definida pelo Tribunal Regional Eleitoral, porém, ele está impedido de nomear a esposa, irmãos e outros parentes.

O leitor deve ainda se lembrar que no início de fevereiro do ano passado o promotor Henrique Helder de Lima Pinho, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Bacabal, expediu recomendação ao então prefeito José Vieira (PP) para que o mesmo, num prazo de até dez dias, exonerasse parentes de cargos comissionados, funções de confiança, função gratificada e contratos temporários. Assim foi feito.

A recomendação também alcançou parentes do vice-prefeito, vereadores e secretários municipais.

Estamos de olho!
LEIA TAMBÉM:


SEM LIMITES! Roberto Costa está por trás da campanha difamatória que espalha boatos sobre a vida conjugal de Zé Vieira, em Bacabal
TIRO NO PÉ! Entrevista de Sargento PM desmonta 'circo' armado para destruir imagem política de Zé Vieira
Ato de bloquear contas do município foi ilegal e de má-fé. Em ofício, juiz eleitoral de Bacabal afirma ainda não ter sido notificado da decisão do TSE
Agora que eu quero ver se Edvan é homem!

Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE