DEMISSÃO EM MASSA! Edvan Brandão é homem, evangélico, mas o que ele diz não se escreve

05/07/2018
A expressão popular contida no título dessa publicação “o que ele diz não se escreve” é usada quando se quer dizer que alguém não merece crédito, não é confiável, e encaixa perfeitamente no perfil político do prefeito interino de Bacabal.

O vereador Edvan Brandão (PSC), presidente da Câmara Municipal respondendo interinamente pelo poder executivo de Bacabal, disse em uma recente entrevista concedida à TV Difusora que não promoveria demissões durante o período em que estiver à frente da prefeitura. A sua fala foi em resposta a postagem do Blog do Sérgio Matias do dia 20 de junho de 2018 – Edvan Brandão aguarda notificação da justiça para assumir interinamente o cargo de prefeito, promover demissões, anunciar secretariado e confirmar sua candidatura à reeleição.

Indagado na entrevista sobre essa possibilidade de demitir servidores contratados e comissionados, Edvan foi enfático: “Sou homem, não vou chegar no município para demitir ninguém... Sou homem evangélico, nunca passou na minha cabeça a respeito de demissão de sicrano de lado A ou de B”. Reveja.

Nesta quinta-feira (5) Edvan Brandão voltou ou o fizeram voltar atrás em sua palavra. Numa só canetada ele demitiu todos os servidores lotados em cargos de confiança (contratados e comissionados).
Essa prática geralmente acontece quando há mudança de governo, porém, no caso específico do atual prefeito interino de Bacabal causou surpresa porque ele havia dado a sua palavra de homem e de evangélico.

Então, das duas, uma: Edvan não é isso que diz ou não é ele mesmo quem toma as decisões, é mais um Jocimar ‘da vida’.
Faça seu comentário

0 comentários: