PUBLICIDADE

Super_Banner_Blog_Sergio_Matias_900x430_v1
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNER-outubro-2.gif

'NEGO JÚNIOR': Réu que assassinou lavrador a sangue frio é condenado a 6 anos de prisão, mas vai responder em liberdade


No júri popular que aconteceu nesta quarta-feira (30) no Fórum da Comarca de Bacabal, José Hilton Ribeiro da Silva Júnior, de 30 anos, conhecido como ‘Nego Júnior’, foi condenado a 6 anos de reclusão em regime inicialmente fechado. No entanto, o réu terá o direito de recorrer da decisão em liberdade até que o processo tenha trânsito em julgado.

Atualmente ‘Nego Júnior’ se encontrava preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, e deverá ser imediatamente colocado em liberdade caso não haja outras condenações, já que ele responde por outros crimes.

Bom Lugar

O crime ocorreu dia 10 de outubro de 2012 em plena praça pública da cidade de Bom Lugar-MA quando o lavrador Francisco de Assis Cavalcante da Silva, de 49 anos, foi executado com 7 tiros, nas costas e na nuca.
O caso da morte de Francisco de Assis começou bem antes do dia da sua execução a sangue frio.

Aproximadamente 8 meses antes, ao retornar de uma festa em sua motocicleta a vítima teria sido abordada por ‘Nego Júnior’ que lhe pediu uma carona. Alguns metros à frente rendeu o condutor e tentou tomar de assalto o veículo.

Ao relutar, Francisco de Assis foi agredido com empurrões, socos e pontapés. Com a chegada de outras pessoas, ‘Nego Júnior’ largou a vítima praticamente inconsciente no chão.

Testemunhas garantem que antes de deixar o local o agressor jurou que um dia terminaria o “serviço”.

Em outubro de 2012 ele cumpriu o juramento.

Denunciado, “Nego Júnior” fugiu do flagrante e dias após se apresentou na delegacia acompanhado de um advogado.

Além de serem obrigados a conviver com a dor da perda de um ente querido, os filhos e demais familiares do lavrador Francisco de Assis, que completaria 50 anos dez dias após ser executado, sofrem por até hoje ver que o crime está impune.

Folha corrida

Com passagem pela polícia acusado de ter participação em assalto a uma joalheira na cidade de Caxias-MA, ‘Nego Júnior’ é tido como um homem perigoso e que sempre anda armado.
Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

AGORA BACABAL

AGORA BACABAL

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE