ELEIÇÕES 2018: Presidente da Câmara de Bacabal abandona 'barco furado' de Roberto Costa e anuncia apoio a reeleição de outro deputado

24/03/2018

Alvo de ações civis públicas por ato de improbidade administrativa, o presidente da Câmara Municipal de Bacabal, Edvan Brandão (PSC), tem se afeiçoado bastante ao poder. Em sua curta carreira política vem colecionando decisões surpreendentes, quase todas equivocadas.

Então aliado do atual prefeito de Zé Vieira, Edvan não pensou duas vezes em traí-lo quando foi cooptado pela oposição para mudar de lado e disputar a presidência do poder legislativo contra seu ex-grupo político. Eleito numa disputa que até hoje levanta muitas suspeitas, ele foi até há pouco tempo uma espécie de boneco ventríloquo nas mãos do deputado Roberto Costa (MDB), candidato a prefeito derrotado que o induziu, por exemplo, a assinar ato declarando vacância do cargo de prefeito, fato que gerou inúmeros transtornos administrativos ao município, exclusive, bloqueio de contas bancárias e atrasos de salários.

Como não houve base jurídica legal, a manobra para arrancar na marra Zé Vieira do cargo não prevaleceu e o prefeito legitimado pelo povo nas urnas retornou.

A insubordinação do presidente do legislativo bacabalense também o levou à insanidade de, com toscos argumentos, denunciar ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio de uma Reclamação Disciplinar, duas desembargadoras do TJMA sobre supostas vendas de sentenças.

Melhor orientado, Edvan recuou.

Entretanto, a possibilidade de assumir interinamente o poder executivo (por não mais de 40 dias) numa eventual eleição suplementar, faz Edvan seguir agindo, traindo e surpreendendo.

De acordo com notas divulgadas à imprensa por sua assessoria, o presidente da câmara decidiu nesta semana que apoiará a reeleição do deputado estadual Rigo Teles (PV), portanto, fazendo Roberto Costa – também candidato a reeleição - provar do próprio veneno.

A comunicação da decisão foi feita numa reunião no gabinete de Rigo Teles ao lado do vereador Manuel da Concórdia e do ex-vereador Ely Brandão, irmão de Edvan.

Menos um

Vale lembrar que essa não foi a primeira baixa política de Roberto Costa. Vendo suas pretensões se dissiparem na mesma velocidade da ascensão que por pouco não o fez prefeito de Bacabal, ele também passou a ter agora uma sombra no próprio partido.

Vereador, Coronel Egídio Amaral anunciou que disputará uma das 42 vagas no legislativo estadual.

Há quem diga que Egídio leva a melhor.

Leia também

Next
Faça seu comentário

0 comentários: