PUBLICIDADE

BANNERS-janeiro-2018-1.gif

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Menor infrator de Bacabal morre em confronto com a polícia no Mato Grosso



De acordo com informações, o menor infrator, de 16 anos, que por muito tempo residiu com a avó em Bacabal, é um dos dois assaltantes que morreram durante confronto com policiais, na manhã desta sexta-feira (5), ao tentarem se refugiar dentro de um açougue em São José do Rio Claro, Estado do Mato Grosso.

Ambos faziam parte de uma quadrilha que assaltou, momentos antes, a agência bancária do Bradesco, na área central do município.

Segundo informações da Polícia Militar, quatro homens invadiram a agência por volta das 10 horas, renderam os vigilantes e roubaram suas armas. Na saída, dois empreenderem fuga em uma motocicleta, seguindo em direção a rodovia MT-010. Os policiais iniciaram a perseguição e a ordem de parada foi desrespeitada.

Na ocasião, o menor e seu comparsa começaram a atirar, tentaram se esconder no açougue, mas foram alvejados e mortos.
As buscas pelos os demais integrantes do bando foram intensificadas com a atuação conjunta das polícias civil e militar.

A motocicleta furtada durante a fuga foi abandonada em uma lavoura e recuperada em seguida. Já no início da tarde, a Força Tática capturou os dois fugitivos que estavam escondidos em uma residência.
Eles foram identificados como Jhonatan Fernandes Araújo, de 24 anos; e Antares Gonçalves de Souza, de 29.

A polícia apreendeu um malote com mais de 31 mil reais que haviam sido roubados da agência, cincos armas de fogo, sendo quatro revólveres calibre 38 e uma pistola calibre 9 mm.
A Polícia Civil do Mato Grosso continuará as investigações sobre o caso. (Com informações de Luciane Carvalho / Informe Rio-clarense).

ESTATUTO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE

Art. 143. E vedada a divulgação de atos judiciais, policiais e administrativos que digam respeito a crianças e adolescentes a que se atribua autoria de ato infracional.

Qualquer notícia a respeito do fato não poderá identificar a criança ou adolescente, vedando-se fotografia, referência a nome, apelido, filiação, parentesco e residência.

Qualquer notícia a respeito do fato não poderá identificar a criança ou adolescente, vedando-se fotografia, referência a nome, apelido, filiação, parentesco, residência e, inclusive, iniciais do nome e sobrenome. (Redação dada pela Lei nº 10.764, de 12.11.2003).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...