PUBLICIDADE

BANNERS-janeiro-2018-1.gif

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Edvan Brandão vive inferno astral e é acusado de cometer crime de improbidade administrativa



Eleito e reeleito a vereador integrando o grupo político do prefeito Zé Vieira (Progressista), o atual presidente da Câmara Municipal de Bacabal, Edvan Brandão (PSC), se deixou arrebatar pela fome e sede do poder.

Tão logo acabou a eleição de 2016, foi convencido a disputar a presidência do poder legislativo apoiado pela oposição e se saiu vencedor depois de uma intensa batalha judicial e, sobretudo, suspeita de captação ilícita de votos. Daí então passou a usar a presidência para a todo custo tentar arrancar seu antigo aliado do comando da prefeitura, isso sempre tendo por trás os mentores intelectuais da trama que tem o deputado estadual Roberto Costa (PMDB) como um dos maiores interessados, já que até hoje não admitiu a derrota para Zé Vieira nas urnas.

Primeiro ato

No dia 27 de outubro de 2017 Edvan assinou ato declarando vago o cargo de prefeito de Bacabal, afastando Zé Vieira. Quatro dias depois o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) proferiu decisão determinando o retorno imediato do prefeito ao comando do executivo bacabalense.

Segundo ato

O imbróglio criado por Edvan teve continuidade e, entre idas e vindas, o primeiro ato do presidente da Câmara Municipal em 2018 foi novamente declarar a vagância do cargo de prefeito, causando revolta da população e, inclusive do vice-prefeito Florêncio Neto (PHS), que, ao assumir temporariamente, se disse constrangido porque a decisão de afastar Zé Vieira não tinha nenhuma base jurídica e queimou etapas. Ele também classificou a decisão como arbitrária e alertou sobre os inúmeros problemas que serão causados, como o bloqueio das contas bancárias do município. Assista.
Improbidade Administrativa

Paralelo aos intentos visando derrubar Zé Vieira e assumir interinamente o cargo para fazer da prefeitura um trampolim eleitoreiro, Edvan deixou de cumprir com seu verdadeiro papel como vereador e, ainda mais, como presidente, tanto é que o poder executivo acaba de ajuizar três ações civis públicas por ato de improbidade administrativa em desfavor do mesmo (veja no documento acima), podendo, até, resultar na cassação de seu mandato.

Ato final

Esse inferno astral que Edvan vem passado lhe causa desgaste não só no meio político, mas a sociedade bacabalense também dá claros sinais disso. Tem sido comum populares se manifestarem na imprensa e redes sociais contra suas práticas abusivas e interesseiras.

Mais isso é assunto para uma próxima postagem...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...