GOVERNO DO MARANHÃO

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

PUBLICIDADE

BANNERS-DEZEMBRO-2.gif

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

MISOGINIA: Em nota, associação que representa os policiais militares do Médio Mearim repudia preconceito do comandante do 19º BPM, em Pedreiras


Em nota divulgada nesta quinta-feira (16) a Associação dos Policiais Militares do Médio Mearim, que tem como presidente Diego Silva Paixão, repudia com veemência os comentários que o comandante do 19º BPM, sediado no município de Pedreiras, teria feito quando questionado sobre a possibilidade de uma permuta pleiteada por uma Cabo PM/MA, lotada no 15º BPM, em Bacabal, que, após a separação do esposo, desejava trabalhar em uma unidade mais próxima da família.

A associação afirma que a permuta é totalmente legítima e preenche requisitos exigidos por lei. A nota ainda cita que a policial feminina teve seus direitos tolhidos naquela ocasião por palavras e gestos discriminatórios, uma vez que, nas palavras do comandante, perderia um homem em detrimento de uma mulher, e, ainda segundo a nota, questionou a capacidade feminina para desenvolver essa modalidade de serviço, acrescentando, ainda, que o policial é quem deve se adequar ao serviço e não o contrário. leia abaixo a íntegra da nota de repúdio.

MULHER DE FARDA E A LUTA CONTRA O PRECONCEITO DENTRO DA FORÇA POLICIAL

A Associação dos Policiais Militares do Médio Mearim (ASPOMMEM), vem a público REPUDIAR os fatos envolvendo o Comandante da Polícia Militar do 19º BPM e a Cabo PM/MA do 15º BPM e MANIFESTAR total apoio a todas as mulheres que atuam na Polícia Militar do Estado do Maranhão contra qualquer tipo de preconceito, assédio moral, sexual e discriminação.

No Brasil, especialmente, no Estado do Maranhão, o processo de incorporação das mulheres na força policial deu-se de forma lenta e com uma atuação firme contra os paradigmas preconceituosos. Entretanto, mesmo após vários anos da inserção feminina nas fileiras da Polícia Militar do Estado Maranhão, ainda é possível se observar gestos, insinuações, atitudes preconceituosas e discriminatórias por parte daqueles que deveriam zelar pela Instituição Militar.

A última ocorreu, recentemente, quando uma Cabo PM/MA do 15º BPM pleiteava uma permuta para o 19º BPM, totalmente legítima e com os requisitos preenchidos por lei, teve seus direitos tolhidos naquela ocasião por palavras e gestos discriminatórios, uma vez que, nos dizeres do Comandante, perderia um homem em detrimento de uma mulher, questionou a capacidade feminina para desenvolver essa modalidade de serviço, acrescentou, ainda, que o policial é quem deve se adequar ao serviço e não o contrário, além de tratar o assunto abertamente com todos que se encontravam na ocasião.

Tal comportamento preconceituoso e discriminatório, além de afrontar os princípios que regem a Polícia Militar, violam, sobretudo, o Estado Democrático de Direito e os Tratados Internacionais de Direitos Humanos. Além disso, demonstra total desprezo pelas conquistas e direitos das mulheres que compõem a força policial, entristecendo toda a corporação e a sociedade brasileira. Por essa razão, a ASPOMMEM, repudia tal comportamento e pede que providências sejam tomadas no sentido de uma retratação ou até mesmo uma manifestação por parte da Secretária de Segurança Pública do Estado do Maranhão com a finalidade de coibir tais condutas que só prejudicam a imagem da corporação e o bom funcionamento do serviço público.

Diego Silva Paixão
Presidente

E MAIS

Misoginia é o ódio ou desprezo pelo sexo feminino (mulheres ou meninas), a palavra vem do Grego Misos, é paralelo á misandria o ódio para o sexo masculino. Misoginia é o antônimo de filogenia, que é o apreço ou admiração pelas mulheres. De acordo com o sociólogo Allan G. Johnson, "a misoginia" é uma atitude cultural de ódio ás mulheres por que elas são femininas".

Johnson argumentou que:

A misoginia é um aspecto central do preconceito sexista e ideológico, e, como tal, é uma base importante para a opressão de mulheres em sociedades dominadas pelo homem. A misoginia é manifesta em várias formas diferentes, de piadas, pornografia, e violência ao autodesprezo que as mulheres são ensinadas a sentir pelos seus corpos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...