GOVERNO DO MARANHÃO

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

PUBLICIDADE

BANNERS-DEZEMBRO-2.gif

domingo, 26 de novembro de 2017

Homem que já responde por crimes de estelionato e desacato em Bacabal, é preso novamente, agora por posse de uma pistola



Victor do Vale e a arma apreendida.
Após levantamento do Serviço de Inteligência, do 15º BPM, a Polícia Militar deteve na madrugada deste domingo (26) Carlos Vitor Clarentino do Vale, de 29 anos, morador da rua 10 de Novembro, bairro Esperança, em Bacabal.

Victor do Vale, que já responde por outros crimes, como estelionato e desacato, tinha acabado de deixar Bacabal em um veículo Celta, de cor branca, placa PSA-9500, na companhia de outro individuo, de nome ‘Fábio’.

Os dois seguiram para uma festa no município de Poção de Pedras, onde, após abordagem policial, foi encontrada com os mesmos uma pistola municiada.

Dada voz de prisão pelo crime de posse ilegal de arma de fogo, os dois foram conduzidos à delegacia.

‘Fábio’, que a polícia não informou o sobrenome, diz residir em Lago da Pedra, já Victor do Vale é ‘figura carimbada’.
Arma e outros objetos apreendidos com a dupla.
Estelionato

Em 2013, com ele, a polícia apreendeu três cartões bancários em nome de terceiros.

Victor do Vale foi detido no momento em que realizava saques com os cartões em um caixa eletrônico de um supermercado. Segundo os policiais que realizaram a prisão, a atitude do suspeito teria chamado a atenção dos funcionários do estabelecimento que acionaram a polícia. Ao chegar ao local, os militares encontraram os cartões e ainda uma quantia de R$ 55 reais.

Após ser detido, foi conduzido à 16ª Delegacia Regional de Bacabal. No momento da prisão, ele ainda tentou fugir, mas foi contido pelos policiais. Em depoimento, Victor do Vale negou envolvimento na ação criminosa. Segundo o delegado, ele já havia cometido este tipo de crime no ano de 2011.

Na época ele foi autuado no artigo 171 por crime de estelionato consumado e com resistência, por ainda ter tentado fugir.

Desacato

Em 2016 ele foi denunciado pelo Ministério Público Estadual pelo crime de desacato, quando, na madrugada dia 02 de maio de 2012, se encontrava no complexo de bares conhecido como “Caipirinha”, na BR-316, e se envolveu em uma confusão. Com a chegada de uma guarnição do 15º BPM, Victor do Vale teria proferido palavras ofensivas aos policiais.
Já foram tantas as conduções que Victor do Vale
costuma zombar da polícia e da sociedade.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...