PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banners-novembro-3.gif

domingo, 12 de novembro de 2017

Apresentador Israel Braga rebate nota da Subseção da OAB e alerta advogados sobre possível uso da entidade para fins políticos



Em nota publicada nas redes sociais na manhã deste domingo (12) a Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, em Bacabal, repudiou comentários feitos pelo apresentador de TV, Israel Braga, que, segundo a entidade, fugiu aos princípios éticos da liberdade de imprensa ao se referir aos advogados Walber Neto e Anna Cibelle após uma reportagem que tratava de audiência no Fórum de Bacabal onde os dois fizeram a defesa em um processo que tem o deputado estadual Roberto Costa (PMDB) como parte interessada.

À tarde o apresentador retrucou as acusações e fez um alerta aos membros da Ordem dos Advogados do Brasil para que não permitam o uso da subseção de Bacabal para fins políticos. 

Leia.

NOTA DO APRESENTADOR ISRAEL BRAGA

O ideal da liberdade de pensamento e expressão surgiu ainda no século XVIII, entre os iluministas, na Europa.

No Brasil, o direito à liberdade de expressão está previsto na Constituição Federal de 1988, é um direito ligado à natureza humana na forma de se relacionar com a sociedade. 

Com o fim da ditadura militar, os brasileiros passaram a ter vários direitos, que no período do regime militar não era permitidos, entre eles, está o direito da liberdade de expressão, que é o direito de manifestar (pela linguagem oral, escrita ou visual) opiniões, ideias e pensamentos.

Em Bacabal, passados quase dois séculos, a liberdade de expressão tão cara aos iluministas, parece ameaçada.  Pessoas ligadas a políticos acostumados a se perpetuarem no poder, tentam a todo custo tolir a liberdade de pensamento e expressão. 

Fato este que não estranharíamos se não estivéssemos falando de advogados, profissionais que deveriam zelar pelas garantias constitucionais, ainda que estas lhe sejam desagradáveis. 

Afinal de contas, nisso reside o ideal de liberdade, tão duramente conquistado, e a respeito do qual teria dito Voltaire: “Posso não concordar com nenhuma das palavras que dizeis, mas defenderei até a morte vosso direito de dizê-las".

Alerto os membros da Ordem dos Advogados do Brasil para que não permitam o uso da subseção de Bacabal para fins políticos. Isso seria péssimo para a credibilidade local, regional e nacional dessa importantíssima instituição, que, por um lado se manifesta contra um profissional da imprensa que emitiu opinião própria e livre, em detrimento de vários casos de impacto e repercussão social, como por exemplo o comportamento arbitrário dos advogados em questão, que durante audiência realizada no Fórum de Bacabal não se comportaram a contento, com provocações e explícitos deboches visando desestabilizar a primeira-dama Patrícia Vieira -, vítima de todo tipo de ataque a sua dignidade pessoal, e moral e ética pelo grupo político do senador João Alberto e do deputado estadual Roberto Costa, através de sua emissora de TV local. Portanto é nítido o contexto político da situação.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...