PUBLICIDADE

Super_Banner_Blog_Sergio_Matias_900x430_v1
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNER-outubro-2.gif

Laudo pericial aponta que vulcanizadora de pneus onde 2 funcionários morreram em explosão funcionava irregular, mas proprietário atribui tragédia à negligência de uma das vítimas



A causa da tragédia que vitimou fatalmente dois funcionários de uma vulcanizadora de pneus, localizada próxima ao Distrito Industrial de Bacabal, na rodovia BR-316, KM-361, em Bacabal, em 31 de julho desse ano, continua sendo investigada pela Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da 16ª Delegacia Regional, que tem à frente o delegado Elson Ramos.

A explosão da caldeira causou as mortes de Damião Everton de Oliveira, morador do residencial Terra do Sol III, e César Balbino, conhecido como  ‘Júnior’, morador do bairro da Areia.

Os dois tiveram seus corpos despedaçados, com partes ficando espalhadas por vários metros de distância.
A tragédia ocorreu no início da tarde e, segundo informações de outros funcionários, a caldeira já vinha apresentando problemas e, inclusive, o fato já era de conhecimento dos responsáveis pela empresa.

No dia seguinte a tragédia, peritos da Polícia Civil do Maranhão estiveram na Vulcanizadora União e, no decorrer das investigações, várias pessoas foram ouvidas.
Exclusiva

Em entrevista exclusiva concedida ao repórter e apresentador Romário Alves (TV Difusora) o delegado regional Elson Ramos deu alguns dados do laudo que aponta uma série de falhas na caldeira que explodiu, falta de vistorias e documentações para funcionamento da empresa.

Outras irregularidades seriam com referência a falta de equipamentos essenciais de segurança do trabalho.

A alegação do proprietário era que a caldeira tinha apenas três anos de uso e que nunca havia dado defeito.
Ainda de acordo com o delegado regional Elson Ramos, o proprietário atribuiu a explosão à negligência de um dos funcionários, que manuseava o celular e deixou que a caldeira esquentasse em demasia, provocando a explosão.

Ele também relatou à polícia que prestou assistência funerária aos familiares das vítimas.

O proprietário que não teve o nome citado na entrevista irá, a princípio, responder por crime culposo, quando não há intenção.

A Vulcanizadora permanece sem funcionar.

Bandeira 2

A entrevista será exibida na segunda-feira (23), a partir das 6h15, no programa Bandeira 2, apresentado por Romário Alves (TV Difusora).

LEIA TAMBÉM:

Funcionário que morreu em explosão de caldeira aparece em vídeo se divertindo horas antes da tragédia

Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

AGORA BACABAL

AGORA BACABAL

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE