GOVERNO DO MARANHÃO

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

PUBLICIDADE

BANNERS-DEZEMBRO-3.gif

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Nova eleição da Câmara, liminares da Justiça e ameaça de expulsão norteiam a política em Bacabal


Desde o início do processo eleitoral para a escolha do novo prefeito de Bacabal, Zé Vieira (PP), que atualmente ocupa o cargo, tem conseguido obter resultados positivos em casos que muita gente, inclusive aliados, achava improvável acontecer, como disputar [mesmo que com o registro negado pela Justiça Eleitoral] a eleição ocorrida em outubro do ano passado, vencer o pleito no voto e, ainda, sob liminar obtida no TSE, assumir o comando do executivo.

Porém, em um ponto ele fez algo que pode ser considerado um “tiro no pé”.

Ao se recusar a tomar posse através da Mesa Diretora da Câmara Municipal presidida pelo vereador Edvan Brandão (PRB), por entender que tal ato já havia sido dado pelo aliado César Brito (PPS), que também se autointitulava presidente do poder legislativo, Zé Vieira criou para sua gestão embaraços e, o principal deles, foi o bloqueio das contas bancárias da prefeitura, situação que até hoje não está completamente resolvida.

Nova Eleição da Câmara

A nova eleição da câmara, que está marcada para acontecer às 19 horas desta sexta-feira (3), deve confirmar a vitória da chapa encabeçada por Edvan Brandão, hoje um dos maiores desafetos políticos de Zé Vieira.

Ciente do favoritismo do adversário, César Brito impetrou, segundo publicou o Blog do Abel Carvalho, Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), com o propósito de suspender, ou adiar, as eleições determinadas pelo Juiz Marcelo Moreira. O recurso impetrado no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), caiu nas mãos do desembargador bacabalense Marcelo Carvalho Silva que deve se posicionar até a hora da eleição.

A não tão doce vida de Joãozinho Algodãozinho

Ainda com o intuito de tentar promover uma reviravolta na disputa pela presidência da câmara, o diretório municipal do Partido Solidariedade (SD), que em Bacabal tem à frente o empresário e secretário municipal de Emprego e Renda, Fabilson Barros, ameaça expulsar da legenda o vereador João da Cruz Rodrigues, o Joãozinho Algodãozinho.

Em nota, o empresário acusa o vereador de infidelidade à ideologia do partido.

Joãozinho não se manifestou à respeito do caso e continua firme no propósito de ajudar a eleger Edvan Brandão.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...