PUBLICIDADE

Super_Banner_Blog_Sergio_Matias_900x430_v1
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNER-outubro-2.gif

Justiça Federal do Tocantins decreta prisão de duas pessoas de Bacabal acusadas de estelionato; uma já falecida


"Bochecha" era usuário de drogas e faleceu em 2015.
Hiolanda Mayane Machado Correia, de 24 anos, foi presa na última terça-feira (31) e encaminhada à Delegacia Regional de Bacabal. Ela é acusada de estelionato, crime praticado em Araguaína, Estado do Tocantins.

Segundo a acusação, a jovem que é bacabalense e estava residindo atualmente no residencial Terra do Sol III, teria se utilizado de cartões bancários de terceiros para realizar saques indevidos naquele município.

Vizinhos relatam que a acusada vivia sozinha com suas duas crianças e que no momento da prisão pediu que as deixassem com um parente. Contaram ainda que  falou na hipótese de cometer suicídio na cadeia. 

Hiolanda não agiu sozinha e, além dela, havia também mandado de prisão expedido pela Justiça Federal de Araguaína em desfavor de seu comparsa, identificado como José Carlos Castro Costa, vulgo “Bochecha”, que morava na Vila São João.

Entretanto, ao tentarem efetuar a sua prisão os investigadores tomaram conhecimento que o mesmo faleceu em 2015.
Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

AGORA BACABAL

AGORA BACABAL

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE