Joãozinho Algodãozinho não aparece para tomar posse como vereador em Bacabal

14/02/2017

Atualizada às 18h00

Em um primeiro momento o Blog do Sérgio Matias dizia que o leitor podia até não acreditar ou mesmo ficar perplexo com a enorme probabilidade do ato de posse do vereador Joãozinho Algodãozinho (sem partido) não ocorrer nesta terça-feira (14) como a Justiça determinou e o presidente em exercício da Câmara Municipal de Bacabal convocou através de edital.

A suspeita se confirmou e, desta vez, a causa não foi nenhuma estratégia do grupo de vereadores contrário ao encabeçado por Edvan Brandão (PRB), o qual Algodãozinho faz parte, mas por orientação da própria equipe jurídica que defende o vereador desde o início do imbróglio que teve início no dia 1º de janeiro, quando Joãozinho foi impedido de tomar posse no cargo devido sumiço de seu diploma.

De acordo com o que consta no edital de convocação assinado pelo presidente irmão Leal (PMDB), Joãozinho deveria comparecer ao prédio do legislativo bacabalense às 17 horas desta terça-feira para ser empossado. Como ele não compareceu a expectativa é que isso ocorra nesta quarta-feira (15) quando acaba o recesso parlamentar e a nova legislatura eleita para o quadriênio 2017/2020 terá a primeira sessão solene.

Vale aguardar!
ENTENDA O CASO:

CASO DE POLÍCIA! Diplomas de vereadores desaparecem misteriosamente do prédio da Câmara de Bacabal


SINDICÂNCIA: Secretária da Câmara Municipal de Bacabal será responsabilizada por sumiço de diplomas, diz vereador

Em entrevista, vereador Joãozinho Algodãozinho desmonta armação criada para desmoraliza-lo e impedir que assuma o mandato.

DEIXOU BARATO! Justiça não valida posse do vereador Joãozinho, nem a votação que elegeu Edvan Brandão como presidente, na sexta-feira (3)


Deputado João Marcelo se pronuncia sobre tentativa de impedir posse do vereador Joãozinho Algodãozinho e a eleição da Câmara Municipal de Bacabal

Leia também

Next
Faça seu comentário

5 comentários: