ELEIÇÃO DA CÂMARA: Por falta de quórum não acontece sessão convocada pelo vereador Irmão Leal

06/02/2017

Minoria na Câmara Municipal de Bacabal, os vereadores que formam o grupo liderado por César Brito (PPS), ficaram impossibilitados de realizar uma nova eleição, nesta segunda-feira (6), para a escolha da mesa diretora da Casa, já que nem mesmo parte de seus oito integrantes atendeu o chamado de Irmão Leal (PMDB), que, assim como os seus demais colegas, não admite a validade da votação realizada em sessão na sexta-feira (3) sob a presidência de Serafim Reis (PMDB) que reabriu os trabalhos após Leal ter, minutos antes, encerrado e se retirado do plenário sem, sequer, dar posse a Joãozinho Algodãozinho (sem partido) como havia determinado a Justiça.

Além de Irmão Leal, somente Dr. Lula (PHS), Alberto Sobrinho (PRP) e Jefferson Santos (PC do B) estiveram na câmara na tarde/noite desta segunda-feira. O início da sessão estava marcado para às 19 horas.

Ainda se considerando presidente em exercício, Irmão Leal disse que apenas cumpre o que diz a lei e que, enquanto uma nova votação não for realizada, ele continuará convocando os vereadores para sessão no dia subsequente, neste caso, já marcada para esta terça-feira (7).

Leal acusa os servidores da câmara de estarem boicotando seu trabalho e também colocou em xeque o trabalho que a Polícia Militar prestou - a pedido do próprio poder legislativo - durante a sessão da sexta-feira (3), quando teve que deixar o prédio cercado pelo filho e de outros homens que faziam as vezes de guarda-costas. “Eu tive que acabar a última sessão por falta de segurança e entendimento. Eu achei que não era necessária aquela quantidade de policiais militares aqui dentro, todos armados de fuzil, para defender quem?! Dar cobertura para quem?! Porque me agrediram fisicamente, moralmente, e todo mundo [policiais] ficou aqui quietinho”, esbravejou.
Leal também tentou se justificar sobre a decisão de não dar posse a Joãozinho Algodãozinho. Ele alega que o vereador apresentou sua documentação fora do prazo, porém, essa afirmação já havia sido desmentida à tarde em uma reportagem exibida no programa “Na Hora D”, apresentado por Randyson Laércio (TV Difusora). ASSISTA ABAIXO.
Na reportagem concedida ao repórter Romário Alves, Irmão Leal falou sobre outras questões, como a que o fez abandonar o grupo João Alberto. A entrevista completa irá ao ar nesta terça-feira (7) a partir do meio-dia, no canal 2.

EM TEMPO: Diferente da sessão anterior a Polícia Militar não se fez presente desta vez. 

LEIA TAMBÉM: 

Manobra do presidente em exercício mantém indefinida eleição da Câmara Municipal de Bacabal

Leia também

Next
Faça seu comentário

8 comentários: