BACABAL: Vereadores Maninho e Algodãozinho ameaçados de perderem mandatos

03/02/2017

Professor Maninho e Joãozinho Algodãozinho.
O presidente em exercício da Câmara Municipal de Bacabal, vereador Irmão Leal (PMDB), emitiu à imprensa Edital de Convocação para eleição e posse da Mesa Diretora, para o biênio 2017/2018, que será realizada nesta sexta-feira (3) no plenário da sede do poder legislativo.

A nova eleição foi determinada pelo juiz Marcelo Moreira, titular do Juizado Civil e Criminal e respondendo pela 1º Vara da Comarca de Bacabal.

Antes da votação para a escolha da nova diretoria, os vereadores João Garcez Filho, o professor Maninho (PRB), e João da Cruz Rodrigues, o Joãozinho Algodãozinho (SD), têm até às 17 horas para apresentarem, na secretaria da Casa, documentação exigida.

De acordo com o edital, o vereador Maninho deverá apresentar prova de desincompatibilização constitucional para o exercício do cargo de vereador, pois, ao analisar a sua situação, o Judiciário destacou o fato de estar no exercício de dois cargos públicos: o de vereador e o de professor. “Para que ele pudesse assumir como vereador, deveria se afastar do cargo de professor”, entendeu o juiz.

Joãozinho Algodãozinho deverá apresentar o diploma expedido pela Justiça Eleitoral e Declaração de Renda, documentos que no inicio do ano simplesmente desapareceram do interior da Câmara Municipal.

No seu caso ainda há a ameaça de expulsão do Partido Solidariedade, legenda pela qual se elegeu. O diretório municipal o acusa de infidelidade e diz que o prazo para sua defesa acabou nesta quinta-feira (2) e que a expulsão será homologada nesta sexta.

Leia também

Next
Faça seu comentário

1 comentários: