PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banner-OUTUBRO-valendo-1.gif

sábado, 14 de janeiro de 2017

Secretário Nacional da Juventude, quem o deputado Roberto Costa chama de companheiro, teve bens bloqueados por suspeita de enriquecimento ilícito


Deputado Roberto Costa em audiência com ministro Eliseu Padilha na companhia de Assis Filho.
Foto: Arquivo.
Parabéns, companheiro Assis Filho! A nomeação do companheiro Assis Filho para a Secretaria Nacional de Juventude do Governo Temer, nos enche de orgulho e satisfação. É a vitória de uma geração no Maranhão, que começou nos primórdios dos anos 90 no PMDB, com a geração do movimento estudantil que foi formada nas discussões e mobilizações de jovens que lutavam independentes de suas posições partidárias, pela implantação de políticas públicas para a juventude maranhense”, comemorou Roberto Costa em sua página em uma rede social.

Na edição do Jornal Nacional desta sexta-feira (13) e nos principais órgãos de comunicação do país o que se destacou mesmo foi ações que o novo secretário responde na Justiça, como por enriquecimento ilícito.

De acordo com a reportagem, o Ministério Público do Maranhão diz que ele que ocupou ao mesmo tempo vários cargos na prefeitura de Pio XII, recebendo sem trabalhar.

Assis Filho tem 30 anos e é presidente nacional da Juventude do PMDB. Para assumir o novo cargo, ele deixa a superintendência regional Norte Nordeste da EBC, Empresa Brasil de Comunicação.

O novo secretário Assis Filho é de Pio XII, onde foi vereador. Desde agosto de 2016 ele responde na Justiça a processo por suposto enriquecimento ilícito e danos ao erário.

A Justiça do Maranhão mandou bloquear os bens de Assis Filho em agosto de 2016.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...