GOVERNO DO MARANHÃO

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

PUBLICIDADE

BANNERS-DEZEMBRO-2.gif

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Hospital Socorrão de Bacabal fechou as portas


Hospital Socorrão fechado.
Enquanto se aguarda por uma decisão do juiz Marcelo Silva Moreira - titular do Juizado Especial Cível e Criminal, na Comarca de Bacabal - com referência ao imbróglio criado com a eleição da Câmara de Vereadores e, que, como consequência, resultou no bloqueio das contas da Prefeitura de Bacabal, a população é obrigada a conviver com a falta de praticamente tudo no que tange a prestação de serviços públicos nas repartições municipais.

Como não poderia ser diferente, a mais sentida é no setor da saúde onde o principal hospital, que já vinha funcionando a duras penas, fechou suas portas de vez nesta quarta-feira (25).
Na frente do hospital só há dois vigilantes para proteger o prédio público. Médicos, enfermeiros e demais servidores foram mandados para casa.
Com a posse do prefeito Zé Vieira (PP) a expectativa era que, enfim, a população voltasse a ter um atendimento digno como o que existia na época que governou o município nos dois primeiros mandatos, entretanto, isso até agora não foi possível e, segundo ele, a dificuldade existem justamente pelo impedimento ao acesso aos recursos federais que, como todos sabem, acontece pela indefinição sobre quem de fato e direito é o presidente do legislativo bacabalense.

Rede Globo

A situação também tem prejudicado o início das aulas nas escolas da rede municipal, como foi mostrado na reportagem de Alex Barbosa, enviado da Rede Globo ao Maranhão para acompanhar o caso de perto.
Quanto ao fechamento do Pronto Socorro Municipal (Socorrão) a Secretaria Municipal de Saúde emitiu nota à imprensa em que apresenta suas justificativas e também comunica que a mesma medida foi adota no Hospital Materno Infantil.


PREFEITURA MUNICIPAL DE BACABAL
SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE
NOTA DE ESCLARECIMENTO

Considerando a situação de deficiência dos órgãos administrativos que a administração do prefeito José Vieira Lins recebeu o município;

Considerando o empenho de forças políticas adversas que trabalharam para impedir a movimentação dos recursos financeiros pelo prefeito José Vieira;

Considerando que, em consequência do bloqueio das contas bancárias do Município, não há como adquirir suprimentos e medicamentos;

Considerando que essa situação ofende o princípio da dignidade da pessoa humana e que não há como atender os pacientes em um dos direitos fundamentais previstos na Constituição Federal que é o atendimento à saúde;

A Secretaria Municipal de Saúde decide pelo fechamento do Pronto-Socorro Municipal e do Hospital Materno Infantil da cidade de Bacabal até que seja possível prover condições de atendimento digno.

Bacabal-MA, 25 de janeiro de 2017
Doralina Marques de Almeida
Secretária-Adjunta de Saúde
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...