PUBLICIDADE

Super_Banner_Blog_Sergio_Matias_900x430_v1
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNERS_agosto_5

Secretário estadual Simplício Araújo se manifesta sobre caso do irmão ocorrido em uma escola de Bacabal e publicado em blog da capital

O secretário de Estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo, se manifestou através de sua página no Facebook, sobre recente publicação feita em um blog da capital onde um dos seus irmãos é mostrado apenas de cueca.

No texto o jornalista autor da publicação diz que o irmão do secretário aproveita as horas vagas para se masturbar dentro da escola onde trabalha, em Bacabal, terra natal de Simplício Araújo e onde boa parte de sua família ainda reside.

Em um trecho do seu desabafo, o secretário diz que seu irmão não tem compreensão total do seu gesto em decorrência de sua saúde. “Desde ontem, ele não come, só chora e vomita tudo o que engole. Tivemos que tirá-lo da cidade”.

Leia a íntegra.

Só uma vez na minha vida tinha sentido o que senti ontem, ao ler um blog que usou um ato de um familiar meu com o objetivo de me atingir. Foi quando eu era deputado federal e ao chegar no gabinete 385, que eu ocupava na Câmara, caí na estupidez de atender a uma chamada "não identificada".

Fui violentamente surpreendido por marginais, que, após trocarem poucas palavras comigo, anunciaram o sequestro do meu filho, que naquele dia estava em São Luís.

Era o famoso "golpe do sequestro", ato que por intermináveis minutos me torturou e me causou uma das piores dores que já senti na minha vida: uma mistura de impotência, desespero, frustração... sentimentos que só quem já passou por uma situação assim consegue entender. Imaginem um marginal, do outro lado da linha, que te rouba fragmentos da sua vida em poucas palavras e tenta te aplicar um golpe por meio de um massacre psicológico.

Pois bem: ontem, novamente, e por coincidência, estava Brasília quando me enviaram a postagem de um blog.

A minha vontade foi parecida com a do dia do falso sequestro. Quis imediatamente ir ao encontro do meu irmão, que não tem a mesma saúde que eu. Não defendo a postura do meu irmão, jamais. Mas quem o conhece sabe que, ele não bebe, não fuma, nunca usou drogas e só não pode crescer em virtude de sua saúde.

Mas pelo seu comportamento, comparável ao de um adolescente devido a problema de saúde, não se pode condená-lo também.

Ontem, o tal blog captou fragmentos e o condenou. Aliás, nos condenou.

Como classificar um blog ou um jornalista que expõe dessa forma um problema familiar, acima de tudo de saúde, apenas buscando me atingir ou mesmo atingir pessoas que são próximas a mim?

Tenho visto muitos casos em que pessoas são covardemente atingidas sem sequer terem tido o direito a contraditar ou serem ouvidas, como mais uma vez aconteceu ontem. Meu irmão não tem compreensão total do seu gesto em decorrência de sua saúde.

Desde ontem, ele não come , só chora e vomita tudo o que engole.

Tivemos que tirá-lo da cidade. Estamos torcendo e cuidando dele, como sempre fizemos. Peço que a sociedade compreenda e não condene a atitude dele. Pedi a pessoas que buscassem o blog. O proprietário me pediu pra procurá-lo pessoalmente.

Não o fiz , nem o farei. Nunca tive nenhuma vontade de ligar ou procurar o marginal que tentou me aplicar o golpe do falso seqüestro. Sabia sua motivação.

Também sei da motivação do blog.
Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

AGORA BACABAL

AGORA BACABAL

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE