PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 4 de outubro de 2016

O que disseram as urnas em Bacabal? (Parte 2)

Cartão Vermelho

-Que assim como a vida, a política tem muitas idas e vindas. Políticos que outrora foram consagrados pelos eleitores nas urnas, nesta eleição tiveram desempenho pífio, como o médico Fernando Sousa (PRB), atualmente exercendo seu quinto mandato, mas que só obteve dessa vez 346 votos, não conseguindo a reeleição, o mesmo acontecendo com os também vereadores: Rogério Santos (PRP), Glaydson Santos (PRP), Erivelton Martins (PRB), Teles (PRP), Bebeto do Saae (PMN) e Gilmar Reis (PRP), esse último obtendo 73 votos.

Mantendo a ordem

-Que muitas vezes não é em vão a dedicação no exercício de alguma função, sobretudo pública. Ex-comandante do 15º BPM, coronel Egídio Amaral (PMDB) se elegeu a vereador com expressiva votação (1.824), ficando na quarta colocação e comprovando que a segurança pública é algo tido como extrema importância para a nossa sociedade.

O parlamento

-Que Dr. Bento Vieira (PT do B), candidato a prefeito, não tem nas urnas o mesmo desempenho como advogado e porta-voz do povo. Nesta eleição ele foi o penúltimo colocado com apenas 425 votos.

Não deu

-Que apoiadores “peso pesados” como o secretário municipal de educação Carlos Gusmão e a primeira-dama Sílvia Veloso fizeram pouca diferença na campanha da ex-secretária adjunta municipal de assistência social, Karime Branco (PRP). Apesar de carismática, ela obteve menos de 500 votos e não se elegeu.

Dora

-Que a ex-vereadora Doralice Veloso continua “duro na queda” e conseguiu eleger o neto Alberto Sobrinho (PRP) mesmo quando todos apostavam que a imagem ruim da administração Zé Alberto fosse transformar essa tarefa impossível.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...