PUBLICIDADE

Super_Banner_Blog_Sergio_Matias_900x430_v1
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNER-outubro-2.gif

COVARDIA! Bandidos agridem fisicamente e arrastam pelo asfalto professor da zona rural. O crime pode ter motivação política

José Monteiro Nobre Filho, de 39 anos de idade, morador do povoado Brejinho, zona rural de Bacabal, concedeu entrevista [ao vivo] ao apresentador Randyson Laércio durante o programa Ronda na Difusora para denunciar que, por volta da 0h45 da madrugada desta quinta-feira (6), ele foi agredido fisicamente por três indivíduos encapuzados que ainda tentaram lhe arrastar para o interior de um veículo estacionado a poucos metros de sua residência, naquela localidade.

Professor Monteiro, como é mais conhecido, disse que estava sozinho em casa assistindo TV, quando de repente faltou energia, mas, logo pôde observar pela fresta da porta que a interrupção não havia ocorrido na vizinhança. Por esse motivo ele resolveu sair até a calçada para verificar se alguém havia desligado o contador da Cemar, aí então que ele foi surpreendido com uma forte pancada na cabeça, que não sabe precisar se teria sido de um cabo de revólver (coronhada) ou uma barra de ferro.
Além das agressões físicas, Professor Monteiro foi arrastado pelo asfalto, pois a intenção do trio era lhe levar para o interior do Ford/KA, de cor branca, modelo novo, que foi deixado a uns vintes metros, em frente a um clube social.

Temendo ser executado, o professor resistiu e começou a gritar pedindo socorro, foi então que os indivíduos lhe soltaram e empreenderam fuga sem serem identificados. Eu percebi que se eu entrasse naquele caso, não estaria aqui neste momento, disse o professor, que ainda chegou a rasgar a camisa de um dos agressores.

Com ferimentos pelo corpo e na cabeça, professor Monteiro veio para a sede do município onde recebeu atendimento médico no Hospital Regional Laura Vasconcelos. Ele reclama que também esteve - na companhia da mãe - na Delegacia do 1º DP para registrar queixa, no entanto, o distrito policial estava de portas fechadas.

Monteiro é nascido no Brejinho e pessoa bem quista em todo o povoado, por essa razão, a desconfiança dele e de todos é que o crime tenha motivação política, já que o professor também tem forte liderança política no local, tendo apoiado os candidatos Roberto Costa (prefeito eleito) e Natália Duda (vereadora eleita).
A única coisa que fiz no Brejinho foi pedir votos, eu como cidadão tenho esse direito. Eu agora estou com medo, estou com medo, mas quero deixar bem claro, quem fez isso comigo, fez uma injustiça”.

A vítima já retornou para o convívio familiar e espera agora que as providências sejam tomadas no sentido de identificar os autores dessas agressões que, provavelmente, terminaria em execução. 
Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

ESPAÇO PSICOPEDAGOGO

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

AGORA BACABAL

AGORA BACABAL

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE