PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banner-OUTUBRO-valendo-1.gif

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

"Mulher feia" faz grupo do prefeito Zé Alberto exigir que união com Consórcio se torne pública

Deputado Carlinhos Florêncio e prefeito Zé Alberto.
O deputado estadual Carlinhos Florêncio (PHS), principal coordenador da campanha de Zé Vieira (PP), finalmente admitiu publicamente que o consórcio de partidos, criado para conquistar a Prefeitura de Bacabal, tem o atual prefeito de Bacabal como integrante.

A revelação foi feita quando o parlamentar já se despedia dos telespectadores durante entrevista concedida ao apresentador Israel Braga (TV Mearim).

Negativa

Em decorrência de inúmeras postagens do Blog do Sérgio Matias questionando o porquê da coordenação insistir em negar a aliança, o próprio Israel Braga chegou a afirmar repetidas vezes na TV que não existia essa ligação política entre o atual gestor municipal e o Consórcio.

Muitos fatores já deixavam às claras essa aliança, mas, o objetivo real era mantê-la no anonimato até o fim da campanha eleitoral, porém, uma publicação que teve como título: “Prefeito Zé Alberto e a mulher feia”, fez levar esse plano por água abaixo.

O texto se referia justamente ao constrangimento que era para José Alberto Veloso prestar o apoio e não ter, sequer, o direito de poder anunciá-lo. Com isso, não só o prefeito como todo seu grupo político que inclui vários partidos e vereadores, colocaram o pé na parede e exigiram que a união fosse tornada pública, e, assim, foi feito na tarde desta sexta-feira (05) durante a entrevista, horas antes da convenção do PRB, legenda que tem José Alberto Veloso como comandante.

Com referencia a postagem “Prefeito Zé Alberto e a mulher feia”, ela encerra colocando aos leitores a seguinte questão: “Agora batem cabeça para resolver como farão na próxima sexta-feira (05), data em que o Partido Republicano Brasileiro, o PRB, fará convenção para a escolha dos seus candidatos a vereador.

A dúvida é: 1- deixar que o prefeito reúna-se só com seus partidários sem a presença de nenhum representante do Consórcio; 2- impedi-lo de participar e, assim, constrange-lo novamente. Mas, também há a possibilidade de, enfim, José Alberto Veloso e Consórcio assumirem o casamento político e as juras de amor ditas às escondidas se tornarem públicas.

E a publicação termina assim: O fato é que essa terceira opção já deveria ter sido imposta pelo próprio prefeito.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...