PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

É HOJE! Michel Temer deve ser empossado, após votação do processo de impeachment, como presidente oficial do Brasil

Michel Miguel Elias Temer Lula formou-se em direito pela USP (Universidade de São Paulo) em 1963, logo exercendo o cargo de procurador do Estado de São Paulo em 1970. Em 1983, o então governador Franco Montoro (1983-1987) designou-o para ocupar a Procuradoria Geral do Estado. No ano seguinte, Michel Temer tornou-se secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, mas exonerou-se para concorrer nas eleições para deputado federal constituinte pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro).
Foi eleito suplente, assumindo depois o mandato do titular. Na Assembleia Nacional Constituinte, votou a favor da legalização do aborto e da extensão do mandato de cinco anos para o presidente José Sarney, dentre outros; votou contra a pena de morte e a limitação do direito de propriedade privada. Voltou à Segurança Pública do Estado em 1992, após o "Massacre do Carandiru", reabrindo o diálogo sobre a defesa dos direitos humanos.
Em 1995, como deputado federal, tornou-se, também, líder do PMDB na Câmara. Em 1996, foi indicado a relator da reforma da Previdência pelo governo. Porém, foi acusado de estar eticamente impedido devido a irregularidades em seu pedido de aposentadoria como procurador do Estado. No mesmo ano foi aprovada em primeiro turno sua proposta de reforma da Previdência. A vitória, porém, foi acompanhada de denúncias de coação e uma série de promessas de benefícios aos deputados.
Em 1997, Temer foi eleito presidente da Câmara dos Deputados. Durante o período, triplicou a verba de despesa dos gabinetes e permitiu que os deputados aumentassem os salários de seus assessores. Já em outubro de 1998, reelegeu-se deputado, sendo o candidato mais votado do PMDB. Foi novamente reeleito presidente da Câmara em 1999, sendo candidato único.
Em 2004, reeleito presidente nacional do PMDB, disputou as eleições municipais de São Paulo, como candidato a vice-prefeito de Luísa Erundina (PSB). No segundo turno, incentivou os presidentes de diretórios do PMDB a apoiarem o candidato José Serra, do PSDB, que disputava com a candidata Marta Suplicy, do PT.
Defendeu a candidatura própria do PMDB às eleições presidenciais de outubro de 2006, sendo, porém, contrariado pela convenção do partido. Decidiu, naquelas eleições, apoiar Geraldo Alckmin, do PSDB, mas com a reeleição de Lula, aderiu ao seu governo, de modo que foi um dos principais negociadores da participação de seu partido no governo reeleito do PT.

No ano de 2010, Temer foi confirmado, por unanimidade, como candidato a vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff, do PT, e em 12 de maio desse ano assumiu a presidência interinamente.  (Fonte: Folha de S. Paulo - UOL - CPDOC-FGV).

6 comentários:

  1. Sábias palavras, de Joaquim Barbosa

    Nunca votei em nenhum candidato do PT. Muito menos em Lula. Mas confesso que durante a sua presidência, fiquei surpreso e como vários momentos até admirá-lo. O que fez pelos menos favorecidos foi elogiável, reconheço. Cheguei a pensar até que o Brasil se tornaria uma grande nação mundial, sólida e educada politica e socialmente. A maioria dos brasileiros parecia feliz e ele deixou o poder com 80% de aprovação. O que ninguém sabia, no entanto, era que por trás desta aparente tranquilidade e sucesso, havia um quadrilha organizada e apoiada por ele, agindo nas sombras para surrupiar o País e empresas públicas. O tumor malígno já estava instalado e lentamente se infiltrava nos órgãos tranformando-se em metástase. Dilma, um cacto, foi plantada para levar o plano em frente e seria sua marionete perfeita, quase humana. Mas o que ele não podia prever é que a marionete não articulava bem e o pinóquio acabou fugindo da casa do Gepetto e passou a viver por conta própria. A história todos conhecem. Tola, temperamental e sem nenhuma sensibilidade política e no afã de manter-se no poder, exagerou na dose ao financiar programas que sabia que não seriam suportados pelo tesouro, acabando por levar o país a bancarrota e ao caos financeiro, político e social. O discurso sustentado sempre foi o de separação de classes, regiões, cores e gêneros. Velha política de "Dividir para governar", afastando-se da unidade nacional que deveria manter os brasileiros unidos para um progresso comum. Além disso, foi o grande arquiteto do foro de São Paulo que pretendia implementar a ditadura do proletariado na America do Sul. Utopia. O Brasil nunca se renderia ao comunismo e nunca se renderá. Aqui, as pessoas gostam de trabalhar e ser regiamente pagas por seu trabalho. Que o governo criou programas interessantes, criou sim. Muitos aproveitados dos governos passados. O que não previu, ou a ansiedade de poder não deixou ver, é que quem financiaria esses projetos seria a classe produtiva com seus impostos e empregos. Mas resolveram dividir os ganhos com empresários corruptos, levando essas empresas a bancar suas contas. Resultado: Apanhados em flagrante, a casa caiu, o financiador faliu e tudo o que haviam, em tese, feito em prol da sociedade foi se perdendo no caminho. Perderam a mão, o respeito e tudo o que restou foi o Nós, e o Eles. E agora José? O dinheiro acabou, a fonte secou e o Brasil parou. Agora agonizam e chafurdam na lama de suas próprias torpezas e irresponsabilidades com a república. Esqueceram da ética, da moral e do principal, da vergonha. Mentem compulsivamente. Dissimulam, fantasiam um poder que já não tem. Entregam com pompas, obras feitas de ar, e que sabem, não poderão pagar. Ao fim perguntamos: Quem está dando golpe em quem? Instalado o caos pelo crime e por tudo o que fizeram e o que deixaram de fazer, só nos resta confiar na última trincheira antes que o pior aconteça. A JUSTIÇA. Que Deus nos proteja e que todos os brasileiros vivam em paz.

    Joaquim Barbosa.

    Leiam e compartilhem!!!
    Apenas Repassando!...
    Repassem!!!!

    ResponderExcluir
  2. Joaquim tá com saudade do PT. quer ressulcitar defuntos que acabaram, sucatearam e roubaram o Brasil. agora deixa o Temer trabalhar e se ele fizer merda façam um impeachment com ele também. agora deixem o Brasil nas mãos de outra oportunidade. oPt não quer largar o osso que eles acabaram.

    ResponderExcluir
  3. O Ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, também se pronunciou ontem sobre o Golpe no Twitter.

    Leiam e compartilhem!!!
    Repassem!!!!

    O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, voltou a comentar o impeachment de Dilma Rousseff nesta quarta-feira (31) no Twitter, após definida a condenação da presidente no Senado.

    “Não acompanhei nada desse patético espetáculo que foi o ‘impeachment tabajara’ de Dilma Roussef. Não quis perder tempo”, afirmou.

    “Mais patética ainda foi a primeira entrevista do novo presidente do Brasil, Michel Temer”, prosseguiu.

    “O homem parece acreditar piamente que terá o respeito e a estima dos brasileiros pelo fato de agora ser presidente. Engana-se” disse o agora aposentado juiz.

    Ele também fez comentários em inglês e francês:
    “É tão embaraçoso! De repente, forças políticas altamente conservadoras tomaram o Brasil. Tomaram tudo! Dominam o Congresso. Cercam o novo presidente (um politico que pode ser comparado aos velhos ‘caudilhos’ latino-americanos)”, prosseguiu. “Eles conduzem a mídia, incluindo as emissoras de TV. Mas sabem de uma coisa? Eles não têm votos. Esperem um par de anos!”, disse.

    Em francês, Barbosa prosseguiu suas críticas:
    “Michel Temer pensa que um ‘toque de varinha jurídica’ lhe dará legitimidade. O pobre!”

    Nesse trecho, o ex-presidente do STF usou a expressão “coup de baguette juridique”, que, ao mesmo tempo em que significa “toque de varinha jurídica”, inclui a palavra “coup”, que em francês, separadamente, também quer dizer GOLPE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deram um golpe no Twitter!???!!! Kkkkk

      Excluir
  4. Sábias palavras, de Joaquim Barbosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse Joaquim Barbosa imbecil. teve a chance dele e sempre ficou em cima do muro. preferiu se aposentar em vez de peitar a facção criminosa chamada PT. valeu sergio moro. que o temer trabalhe ou rua tambem.

      Excluir

Denúncias, críticas, reclamações e/ou sugestões devem ser enviadas para o email blogdosergiomatias@gmail.com ou via aplicativo whatzApp (99) 8217-3212.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...