PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banner-OUTUBRO-valendo-1.gif

sábado, 16 de julho de 2016

Menores encontrados mortos na manhã deste sábado (16) haviam saido juntos de casa, em Bacabal

Taboquinha e Bebê.
O corpo sem vida encontrado por volta das 6 horas da manhã deste sábado (16) na margem da estrada da Bela Vista, em Bacabal, foi identificado como sendo de Luís Fernandes de Alcântara, menor de 16 anos de idade, vulgarmente conhecido como “Bebê”, morador do bairro Novo Bacabal, que foi morto a bala. Uma das hipóteses que a Polícia Civil trabalha é que o cadáver tenha sido deixado no local quando já estava sem vida.
Nesta mesma manhã deu entrada no necrotério do Pronto Socorro Municipal de Bacabal o corpo de outro menor infrator, Domingos Neto da Silva Oliveira, o “Taboquinha”, de 15 anos de idade, morador do bairro Frei Solano, que já respondia por vários crimes, inclusive homicídio.

“Taboquinha” foi encontrado morto em uma estrada vicinal da zona rural de Alto Alegre do Maranhão.
Os dois crimes provavelmente tenha relação, pois, de acordo com a mãe do menor, Maria das Dores, no final da tarde da sexta-feira (15), por volta das 17 horas, “Bebê” e outro elemento de alcunha “GPS”, estiveram na residência dela convidando seu filho para sair.

“Taboquinha” estava sob custódia da sua genitora e recentemente foi apontado como um dos três elementos que tentaram contra a vida de Ednaldo de Sousa Costa, de 18 anos de idade, morador do bairro Coelho Dias, em Bacabal, que foi vítima de paulada e várias facadas.

A tentativa de homicídio aconteceu por volta de 1h30 da madrugada do último dia 2 de julho, no bairro da Areia, em uma esquina nas proximidades do Bar do Lula.

A vítima, mesmo falando com muita dificuldade, chegou a relatar para o repórter Romário Alves (TV Difusora) que estava ingerindo bebida alcoólica quando um dos agressores, identificado como Deivison, lhe convidou para cheirar loló, e a alguns metros do bar foi cercado pelo próprio Deivison, o menor “Taboquinha”, e outro elemento vulgarmente conhecido como coco.

O trio teria lhe aplicado uma paulada e vários golpes de faca. A vítima diz não ter conhecimento da motivação.

O menor encontrado morto na manhã deste sábado também respondia pelo homicídio de Alan Carlos Oliveira, de 24 anos de idade,  praticado com disparos de arma de fogo, crime ocorrido na na área do bairro Frei Solano (Mutirão). Na manhã seguinte ele prestou depoimento ao delgado plantonista na presença de conselheiras tutelares e ficou sob custódia da sua genitora até que a justiça acatasse ou não o pedido de sua apreensão por 90 dias.

Em entrevista concedida ao repórter Samuel David (TV Difusora) o menor disse ter homicidado Alan Carlos Oliveira porque vinha sendo ameaçado pela vitima.

Acompanhe Sérgio Matias no Facebook
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...