PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banners-novembro-1.gif

quarta-feira, 27 de julho de 2016

ELEIÇÕES 2016: Não sou “mãe Dinah”, mas também faço previsões

Uma postagem do Blog do Sérgio Matias publicada no dia 9 de maio desse ano tem como título: Prefeito de Bacabal não concorrerá à reeleição. O texto começa assim: A afirmação acima não é confirmada por Zé Alberto Veloso (PRB) e nem pelos seus aliados, mas é fato que virá à tona muito em breve”.
Pois bem, passados quase três meses, essa possibilidade parece ganhar força. Não é segredo para ninguém que a atual gestão sempre se manteve com índices baixos de aprovação e, devido a isso, a aproximadamente 60 dias, Zé Alberto deu demonstrações que algo seria diferente. Além de acelerar o andamento das obras conveniadas com o Governo Federal, ele pós em ação uma frente ampla de trabalho visando recuperar estradas vicinais e renovar a pavimentação asfáltica de ruas e avenidas da sede do município.
Diferente do que vinha sendo antes, dessa vez a qualidade do serviço foi a contento da população, apesar de que alguns moradores reclamem que o asfaltamento em algumas vias ficou pela metade, como é o caso da Teixeira Mendes.
Refiro-me a essa frente de serviço porque é justamente o resultado dela que pesará na balança. Caso a pesquisa por amostragem que foi realizada nos últimos dias (1500 entrevistados) não aponte uma melhora na imagem da administração, Zé Alberto desistirá da reeleição definitivamente.
Muito embora a convenção do seu partido esteja sendo anunciada para o próximo domingo (31), na AABB, pode ser que ela aconteça apenas para homologar os nomes dos candidatos a vereador.
Caso Zé Alberto abra mão de disputar o segundo mandato, é praticamente certo que ele e seu grupo político (com exceção de alguns vereadores) apoiarão a candidatura do ex-prefeito Zé Vieira (PP), com quem o atual prefeito já mantem estreitíssimos laços, como por inúmeras vezes foi dito aqui no blog.
No entanto, para que essa aliança Consórcio/Zé Alberto se solidifique, há que ser superada uma barreira que é a seguinte: É explicita a relação que os “cabeças” do consórcio mantêm com Zé Alberto, seja “arrendando” suas emissoras de televisão para blindar e divulgar seus feitos, ou ainda mantendo contratos com a administração pública do município. Entretanto, todos só querem o bônus dessa aliança, mais nenhum quer arcar com o ônus de assumi-la publicamente e, até agora insistem em negar essa possibilidade.

Roberto Costa
Por outro lado, o principal concorrente e alvo do consórcio também comete seus deslizes.
Mesmo sendo apontado como franco favorito a vencer a eleição para prefeito de Bacabal, Roberto Costa não se focou inteiramente no processo local e, por enquanto, ainda dispensa parte do seu precioso tempo para querelas do PMDB na capital, o que no entender de muitos, poderia, neste instante, ficar por conta apenas do senador João Alberto e do próprio deputado federal João Marcelo, com quem Roberto Costa acabou tendo um grave desentendimento nesta terça-feira (26), na sede do diretório municipal do partido, em São Luís, justamente em função de questões relacionadas a disputa eleitoral por lá.
Outro fato que diz respeito a Roberto Costa é no que tange a firmar alianças com outros partidos e lideranças políticas de Bacabal. Possa ser que ele e seu grupo estejam sabendo fazer isso sem causar muito alvoroço, mas a verdade é que tem deixado transparecer certo comodismo e clima de “já ganhou” e isso numa guerra, é muito perigoso.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...