PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Jovens jogadores bacabalenses despontam para o sucesso jogando em equipes profissionais de outros estados

Pedro Igor (em destaque) sagrou-se campeão potiguar 2016 jogando
pelo ABC de Natal.
Apesar do futebol profissional de Bacabal ter passado os últimos anos renegado a terceiro plano e esquecido na segunda divisão do Campeonato Maranhense, sendo que, sequer, chegou a disputar a competição em 2015 por falta de apoio, as jovens promessas continuam surgindo, mas sendo obrigadas a alçar voos mais cedo do que deveriam, a exemplo de Pedro Henryque, filho da promotora de eventos Sheila Raquel, que hoje desponta como uma grande revelação do Sport Recife, na equipe Sub-17 que disputa a Copa São Paulo desse ano.
Pedro Henryque ao lado da mãe coruja e
dos companheiros no Sport Recife sub-17.
Jogando no ataque, esse jovem tem representado bem sua cidade e dado muito orgulho a família.

Outra joia lapidada em solo bacabalense e que bateu asas é o atacante Pedro Igor, filho do ex-jogador Dentinho que fez história jogando em várias equipes do Brasil até chegar ao Bacabal Esporte Clube.
Pedro Igor herdou o talento do pai,
o ex-craque Dentinho.
Equipe da Escolinha do Internacional de Bacabal
onde Pedro Igor começou.
Foi na Escolinha do Internacional, comandada pelo pai, que Pedro Igor pegou intimidade com a bola e, logo, chamou atenção de olheiros, como o próprio atacante diz em uma recente entrevista concedida ao site esportivo Arena 303, de Natal-RN: “O meu empresário já me acompanhava desde essa época e ele foi a porta para o ABC de Natal. Em outubro de 2013, vim para o ABC, comecei no sub-16, onde me destaquei na Copa Rio Grande do Norte sub-17 sendo que tinha uma idade inferior. Fui feliz em fazer o gol na final e do título”.

No final de semana esse bacabalense pôde comemorar mais um título importante e, dessa vez, na equipe principal. O ABC não tomou conhecimento do América e goleou por 4 a 0, conquistando o 53º título do Campeonato Potiguar.

Tido como a grande revelação, Pedro Igor é atualmente referência para os atletas mais jovens e a imprensa potiguar faz questão de destacar isso.

Leia abaixo a íntegra da entrevista.

Pedro Igor - Sempre tem as dificuldades de adaptação, mas consegui me ambientar muito bem e ir crescendo junto com a equipe. A estrutura que o clube me deu é fora de série.

O ano de 2014 foi um ano bom, em 2015 disputei minha primeira Copa São Paulo. Fui feliz e marquei um gol na competição. Quando cheguei em Natal já assinei meu primeiro contrato profissional. Já com 18 anos tive minha primeira passagem no profissional, fui vice-campeão do potiguar. No ano de 2016, fui novamente para a Copa São Paulo e fui o artilheiro do time com três gols. Na volta já renovei meu contrato até dezembro de 2018, e fui novamente para o profissional onde venho procurando meu espaço, treinando e fazendo gols.

Arena 303 - Como você viu a queda do clube no ano do centenário?

Pedro Igor - Cara, nem me fale disso. Foi triste e frustrante! Depois de tanto trabalho e dedicação veio a queda no centenário. Esperávamos títulos e briga pelo acesso, mas todos nós errados e acabamos com essa mancha na história do clube. Era pra ser um ano de títulos, mas foi um ano de aprendizado com os erros.

Arena 303 - E esse ano, você já atuou no time de cima? O treinador conversa com você?

Pedro Igor - Sim, fiz minha estreia na Copa do Nordeste e foi um sonho. Competição tão visada como essa é uma honra jogar. O Geninho procura sempre apoiar e me pede paciência para continuar trabalhando que na hora certa a oportunidade vem, e quando vier, eu tenho que saber aproveitar. Quero levar o clube de volta para a Série B.

Arena 303 - Qual teu estilo de jogo? Como prefere atuar?

Pedro Igor - Sou um centroavante trombador, raçudo e sem bola perdida. Dentro da área é como sempre brinco: vou morar é aqui! Minha casa é aqui.

Arena 303 - Em jogador você se inspira?

Pedro Igor - Não é que eu me inspiro, mas eu tenho uma grande admiração pelo Ibrahimovic. Tem um estilo de jogo diferenciado e usa muito bem seu porte físico. Tenho meu estilo.

Arena 303 - Quais seus planos a curto prazo no ABC?

Pedro Igor - Já fui campeão estadual, mas eu quero ser destaque do time. Quero ser campeão do Nordeste e subir o ABC de divisão.

Arena 303 - Qual equipe você gostaria de atuar fora o ABC?

Pedro Igor - Já atuo em um grande clube que é o ABC. Tem uma bela estrutura e uma torcida apaixonada. Para o cenário brasileiro e no exterior, não tenho um favorito, acredito que o clube que eu jogar, estarei sempre pronto pra dar o meu melhor.

Arena 303 - Como foi ser campeão pela primeira vez?

Pedro Igor - É uma sensação indescritível. Estava torcendo muito para o sucesso dos meus companheiros e com uma vitória maiúscula dessa é muito gratificante. Não atuei, mas torci demais! O trabalho foi premiado com esse título e eu guardarei essa medalha com muito carinho.

Arena 303 - Para encerrar. Manda um recado para a torcida do ABC e um abraço para os nossos seguidores.

Pedro Igor - Agradecer o carinho que a torcida tem, e parabenizar a todos, pois a torcida é o 12° jogador. Esse ano a torcida abcdista só vai ter alegrias. Um abraço para todos que acompanham o Arena 303, e desejar felicidades ao meu grande Honorato por fazer um trabalho excepcional.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...