PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Equipe de TV tem equipamento quebrado durante a madrugada de domingo (29) em Bacabal

Motorista Alberto Trabulsi.
Durante todo o domingo (29) não se falava em outra coisa em grupos de Whatsaap e nos senadinhos - como são chamados os pontos de encontro onde conhecidos se reúnem para debater sobre vários assuntos pertinentes a Bacabal - a não ser o bate-boca que descambou para a violência.

O fato teve início na madruga quando um grupo de amigos conversava e bebia em uma área em frente ao prédio do antigo Hospital Santa Teresinha, na rua Osvaldo Cruz, centro da cidade.

Em determinado momento duas pessoas que faziam parte da mesa deram inicio a uma discussão acalorada que acabou chamando a atenção da vizinhança, inclusive de uma equipe de reportagem da TV Cidade (RedeTV) que funciona ao lado.

Segundo o que foi repassado pela diretora-geral da emissora, Janaína Soares, ao descerem do carro dois de seus funcionários perceberam a confusão e resolveram se aproximar para constatar o que acontecia. Neste instante uma pessoa identificada como Alberto Trabulsi teria ido até os dois e dado um pontapé na câmera filmadora que estava nas mãos do cinegrafista, quebrando o equipamento.

Ainda de acordo com a diretora, muito embora o fato estivesse ocorrendo em via pública, o profissional de imprensa não estava fazendo imagens, apenas verificando o ocorrido.

Alberto Trabulsi é de família de bem e tradicional de Bacabal. Certamente se deixou levar pelo color da emoção, já que atualmente presta serviço como motorista contratado do Saae, autarquia comandada por Leonardo Lacerda, uma das pessoas envolvidas na  discussão que culminou na agressão.

A direção da TV Cidade garante que irá tomar todas as providências para que o caso do cinegrafista não fique impune e a empresa seja ressarcida do prejuízo material.

“Quanto ao fato ocorrido em frente a TV Cidade na madrugada deste domingo. Venho dizer que não compactuo com qualquer tipo de agressão a imprensa. Antes de está no grupo da atual administração, sou jornalista e tive um funcionário agredido. A emissora tomará as providências necessárias, para zelar pela integridade do cinegrafista e repudiar o absurdo ocorrido. Fato lamentável já vivido em Bacabal quando eu e um cinegrafista da Difusora fomos atacados covardemente por um secretário do município em 2012. Gostaria que os colegas que irão noticiar o fato, realmente o façam com intuito de defender o colega de profissão e não pelo simples fato de se aproveitar politicamente”, disse Janaína Soares.

Em contato com companheiros da imprensa Leonardo Lacerda também repudiou a agressão sofrida pelo cinegrafista da TV Cidade e disse que neste momento já não estava mais no local.

2 comentários:

  1. Quem brigou, cadê os nomes?

    ResponderExcluir
  2. Uma hora a casa cai e o pau canta, nao é bom ganhar fama de valente que isso tem carreira curta. tamanho é pra boi.

    ResponderExcluir

Denúncias, críticas, reclamações e/ou sugestões devem ser enviadas para o email blogdosergiomatias@gmail.com ou via aplicativo whatzApp (99) 8217-3212.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...