PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 10 de maio de 2016

Em nota, direção do Hospital Materno Infantil de Bacabal diz que foram prestados cuidados médicos e de enfermagem no caso do bebê que morreu na sexta-feira (6)

Em nota publicada no site oficial da SEMUS, a direção do Hospital Materno Infantil de Bacabal dá sua versão para o caso ocorrido naquela casa de saúde na última sexta-feira (6), quando a jovem Mozaiane Queiroz Cândido, 19 anos, deu entrada e diz que perdeu a filha por negligência da equipe comandada pelo médico plantonista Paulo Aguiar (que diga-se de passagem estava ausente quando do início do procedimento cirúrgico).

Ao Blog do Sérgio Matias, dona Eunice Almeida, mãe da parturiente, afirmou, dentre outras coisas, que já na sala de cirurgia foram as próprias enfermeiras que deram inicio ao parto normal e, o mais grave, o médico que havia se ausentado do hospital só foi chamado quando a situação se complicou. Em seguida, Paulo Aguiar teria chegado e dado prosseguimento ao parto, só que cirúrgico (cesárea), quando, ainda segundo a mãe da paciente, a criança já estava morta.

Leia a nota:
ENTENDA O CASO: 

INFELIZ DIA DAS MÃES! Bebê morre durante parto e família diz que equipe médica do hospital materno de Bacabal foi negligente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Denúncias, críticas, reclamações e/ou sugestões devem ser enviadas para o email blogdosergiomatias@gmail.com ou via aplicativo whatzApp (99) 8217-3212.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...